Enquanto isso por aqui #23

Resumo do mês de Janeiro.

*Li:

  1. A Maldição do Titã - Rick Riordan / Intrínseca
  2. A Batalha do Labirinto - Rick Riordan / Intrínseca
  3. O Último Olimpiano - Rick Riordan / Intrínseca
  4. Divergente - Veronica Roth / Rocco
  5. Leviatã - Scott Westerfeld / Galera Record
  6. A Filha do Apanhador de Demônios - Jana Oliver / Farol
  7. A Desconstrução de Mara Dyer - Michelle Hodkin / Galera Record
  8. O Azarão - Markus Zuzak / Bertrand Brasil
  9. Leaving Paradise - Simone Elkeles (Kobo)
10. Return to Paradise - Simone Elkeles (Kobo)
11. Half Blood - Jeniffer L. Armentrout (Kobo)
12. The Duff - Kody Keplinger (Kobo)
13. Ten Tiny Breaths - K.A. Tucker (Kobo)

Muitas leituras esse mês, nem consigo acreditar que li tanto. Foram excelentes leituras, não teve uma que me decepcionou. Amei cada uma delas.

*Comprei: 
   1. A Passagem - Justin Cronin / Sextante
   2. O Azarão - Markus Zuzak / Bertrand Brasil

  3. A Queda dos Reinos - Morgan Rhodes / Seguinte
  4. A Primavera Rebelde - Morgan Rhodes / Seguinte

  5. Polícia Paranormal - Kiersten White / Galera Record
  6. O Projeto Rosie - Graeme Simsion / Record

  7. Sobrenatural - Cynthia Hand / iD
  8. O Segredo de Ella e Micha - Jessica Sorensen / Geração Editorial

  9. Terrível Encanto - Melissa Marr / Rocco
10. A música que mudou minha vida - Robin Benway / Galera Record
11. A Dança da Floresta - Juliet Mariller / Prumo

Sabe, eu prometi que ia comprar menos, é eu sei, mas é que eu não resisto a uma promoção, e aí dá nisso, agora é manter a promessa para o próximo mês, juro. 

*Troquei:
  1. Partials - Dan Wells / iD
  2. Minha Alma para levar - Rachel Vincent / Harlequin

*Top 5: New Adults 
  1. One Tiny Lie - K.A. Tucker
  2. Paixão sem limites - Abbi Glines / Arqueiro
  3. Lost and Found - Nicole Willians
  4. Real - Katy Evans
  5. Crash - Nicole Willians

*Melhor Leitura:
Janeiro foi um mês de excelentes leituras, mas, nenhuma foi tão boa quanto Leaving Paradise, e sua sequência, Return to paradise. É uma história emocionante, de amor, aceitação, perdão, superação, com personagens tão marcantes, que eu não consigo nem encontrar palavras suficiente para descrever o quão boa essa história é, e como ela me marcou. Todo mundo devia ler!

*Livro + AHHHHHHHHHHH preciso comprar: 
Eu li algumas resenhas de O Cavaleiro de Bronze, e fiquei maluca, eu preciso ler esse livro para ser feliz, o único motivo para não ter comprado ainda, é que descobri que a editora, dividiu o primeiro livro em duas partes, aff, que coisa chata, agora tenho que esperar.

* Resenhas do mês:
Annabel e Sarah - Jim Anotsu
Mini-Resenhas: Divergente e Leviatã
Sombras e Ossos - Leigh Bardugo
A filha do apanhador de demônios - Jana Oliver

Expectativas Literárias 2014


Era para ter saído no comecinho do mês, mas como estou sempre atrasada com tudo, não é surpresa que o post esta saindo só agora. Eu não sei quem criou o meme (se alguém souber me avisa) por isso não coloquei crédito. Hoje o post esta curtinho, mas espero que vocês curtam. 

Meta Literária 2014: 100, a mesmo de 2013, onde eu falhei miseravelmente. Mas diferente do ano passado, não vou ficar pilhada em alcançar esse número, quero diminuir a pilha enorme de livros que tenho aqui, e se assim eu conseguir cumprir minha meta, vou ficar feliz, mas, se também não for possível chegar a esse número, tudo bem. 
Primeiro livro do ano: A maldição do titã. Nem tenho palavras para descrever o quanto amo Percy Jackson. 
Gênero que vou ler mais em 2014: YA, romance sobrenatual e romance histórico
Gênero que vou ler menos: Biografias
Lançamento internacional mais aguardado: Hollow City, The blood Olympus, Oblivion, ...
Lançamento nacional mais aguardo: Eleanor and Park, The piper's son, Aristotle and Dante discover the secret of the universe, Time between us, Enfeitiçadas, Convergente, ...
Lançamento de livro brasileiro mais aguardado: Qualquer um da Carina Rissi, Bárbara Morais, Jim Anotsu e Eduardo Sphor.
Continuação de saga mais aguardado: Up from the grave, The blood of Olympus e The Bride Wore Size 12.
Final de saga mais aguardado: Apesar de não ter lido Insurgente ainda, aguardo ansiosamente Convergente. 
Próximas Compras: Humm, prometi não comprar muito, mas cá estou eu enchendo o carrinho de livros: A dança da floresta, A música que mudou minha vida, Sobrenatural, Terrível encanto e O segredo de Ella e Micha. 

Resenha: A filha do apanhador de demônios - Jana Oliver

Autora: Jana Oliver| Editora: Farol Literário| Publicado originalmente em: 2011 | Título Original: The Demon trapper's daughterGênero: YA| Série: Sim|Nota: 5/5 

Vocês, provavelmente, já devem ter percebido, que eu amo/adoro/sou viciada em livros sobrenaturais, seja com anjos, vampiros(!), lobos, fantasmas, etc, na minha lista de leituras, os campeões são os YA que se passam em escola (Nevermore, The ghost and the goth, House of Night) e quase sempre envolve algum romance proibido ou não ( Vampire Academy, Hush Hush, Half blood), é uma fórmula que dá certo (pelo menos, quase sempre), mas é bom variar um pouco. 

A filha do apanhador de demônios, tem esses elementos, mas o que se destaca é a luta da personagem para sobreviver em um mundo pobre e sucateado, cheio de demônios e outra criaturas sombrias, que ameaçam, até mesmo depois da morte. A economia entrou em colapso e para sobreviver é preciso ser bem forte, o governo não dá a miníma para a população, e se não bastasse tudo isso, ainda tem os demônios, eles sempre existiram, e causam bastante confusão, mas a Igreja, tem seus métodos, os caçadores e matadores, os primeiros os capturam, e os segundo dão o fim a eles (óbvio).

Paul Balckthorne, é um lendário caçador de demônios, e o maior desejo de sua filha, Riley, é seguir seus passos, mas há um problema, não é permitida a entrada de mulheres na Associação de caçadores, porém, são tempos desesperadores, e mesmo com algumas objeções de outros caçadores, ela é admitida e se torna aprendiz. Mas o caminho não é nada fácil, além de lidar com pessoas que não querem que ela se tornasse uma caçadora, nossa querida protagonista passa por maus bocados para mostrar o seu valor. 

Mesmo com tantas incertezas, uma economia fodida e um mundo cheio de demônios, a vida de Riley é estável, mas, como escritores adoram uma desgraça, a vida da menina é virada de cabeça para baixo quando uma verdadeira tragédia acontece, e se não bastasse essa ferida aberta em seu coração, ela ainda precisa lidar com pessoas e segredos perigosos.

Se você esta se perguntado o que é, saiba que eu não vou contar, mas acontece bem no começo do livro, e é tão triste, ainda mais com o que a autora fez no final, eu imaginei que fosse acontecer, mas, mesmo assim, eu não estava preparada, foi muito cruel com a nossa querida Riley. Você quer saber se tem romance? Sim, tem. Na verdade, tem mais que um interesse romântico, não tem triangulo amoroso, pelo menos não tive essa impressão, pode ser que mais para frente, possa pintar, mas nem de longe vai ser importante, já que o rumo que a autora tomou no fim do livro, não dá muito espaço para isso. 

[Maratona Literária 2.0] Conclusões


A segunda edição da maratona literária chegou ao fim, estou orgulhosa em anunciar que, consegui cumprir minha meta, e melhor ainda, li mais um, totalizando 7 livros. Estou satisfeita também, por que da minha meta inicial, foram 5 livros lidos, ficando de fora somente A probabilidade estatística do amor a primeira vista, que foi substituído por Leaving Paradise, que foi tão perfeito, que eu não consigo nem imaginar como vai ser fazer uma resenha dele.

Vou comentar um pouquinho sobre cada livro, mas pretendo fazer uma resenha para cada um deles, menos os dois primeiros, por que eu não lembrava suficiente da história para fazer uma resenha completa, por isso eles estrearam a coluna mini-resenhas.


Divergente -Veronica Roth
Foi ótimo retomar a leitura desse livro, gosto demais da Tris, e para mim ela é a melhor protagonista de distopia que eu já li, ela é corajosa, determinada, tem seus defeitos, e ainda arruma um tempo para dar uns pega no Four. Outro mérito do livro, é que das distopias que eu li, esse é o único que o romance não fica deslocado, ele é uma parte importante, e se desenvolve de uma forma ideal, é gradual e real, você sente que ele é fundamental para a história.

Leviatã - Scott Westerfeld
Eu demorei umas vinte páginas para entender o que estava acontecendo no livro, o que foi um pouquinho chato, mas senti que, ter deixado esse livro tanto tempo na estante, foi fundamental para que, nessa retomada, eu tenha apreciado muito mais a história.

A filha do apanhador de demônios - Jana Oliver
Vocês já perceberam que, em YA sobrenaturais, sempre temos escola/romance proibido como características principais, não que isso seja ruim, já que eu gosto muito, mas é sempre bom sair um pouco disso. É justamente por isso que eu gostei tanto desse livro, acontece tanta coisa, e o final me surpreendeu bastante.

A desconstrução de Mara Dyer - Michelle Hodckin
Esse livro é uma incógnita. Tudo que acontece é suspeito e te deixa confuso, as vezes não dá para saber o que é real ou não, e quando você termina, você tem muitas dúvidas, e quase nenhuma é solucionada nesse volume. Mas isso não é ruim, longe disso, o livro é viciante, e você fica doido para o próximo, por que esse aqui termina de um jeito, que ai meu coração, Galera Record, cadê The Evolution of Mara Dyer, preciso agora.


The Duff - Kody Keplinger [FAVORITO]
Amor eterno por esse livro. O que posso dizer sobre Bianca e Wesley? Em um primeiro momento, eles parecem completamente incompatíveis, mas no desenrolar da história, entre muitas brigas e beijos, eles percebem que são bem parecidos, que, na verdade, um entende o outro muito bem. Gente, esse livro é muito bom, por que, além do romance ser super divertido e gostoso de acompanhar, a autora ainda aborda outras questões como família e amizade, que são fundamentais na história. Notícias dão conta de que a Novo Século vai lançar esse livro, sentamos e esperamos.

Leaving Paradise e Return to Paradise - Simone Elkeles [FAVORITOS]
Ainda estou catando os caquinhos do meu coração, depois de terminar de ler a perfeição que esses livros são, fazia tempo que eu não lia um YA tão gostoso. Simone Elkeles me envolveu completamente ao contar a história de amor e superação de Maggie e Caleb, eu não tenho palavras suficientes para descrever o quão maravilhosos são esses livros. Se vocês tiveram oportunidade, não deixe passar, leia esses livros e seja feliz!


Desafio das Férias
A Nana, do blog Obsession Valley, me indicou para fazer o desafio, mesmo tendo sido em cima da hora, vai dá para ler cinco livros até 5 de fevereiro. Todo mundo dever ter visto por aí do que se trata, normalmente, depois de ler tantos livros, eu dou uma parada, mas vou aproveitar que sempre leio mais no começo do ano, e se desafiar é sempre interessante.

Os livros que eu escolhi são:

O primeiro e o último, tenho certeza que vou terminar, mas posso mudar os outros três. Me desejem sorte!

Resenha Sombra e Ossos - Leigh Bardugo


Autor: Leigh Bardugo I Editora: Gutemberg I Publicado originalmente em: 2013 I Gênero: High Fantasy
 4/5 + Recomendadíssimo


Oi gente, tudo bem? Hoje eu vim aqui nesse calor dos infernos falar de um livro que a meu ver se passa no inverno (não lembro, então não posso confirmar, mas  eu sempre imaginava que estava frio. Só que eu gosto de distorcer o clima de vez em quando então...) e aí depois disso quem tiver a chance de assistir Frozen, assista e garanta um período maravilhoso e belo de inverno nas nossas vidas de puro calor em janeiro no Brasil.

Vamos começar?

A primeira vez que eu tinha visto alguém falando sobre esse livro foi a Lívia do Wishing a Book, que foi uma das pessoas que indiretamente me convenceram a voltar a ler fantasia. No início eu não dei muita bola, mas aí eu a edição brasileira lançada aqui pela Gutemberg, li a sinopse e tive um daqueles momentos em que nada mais existe ao meu redor, somente a glória de segurar um livro e querer muito levar ele para casa. O resto eu vou contar agora.


Sombra e Ossos vai nos apresentar ao universo medieval de Ravka que é um universo medieval bastante diferente do que nós estamos acostumados. Tem alguns elementos da cultura russa – que eu particularmente acho interessante – apesar de ser somente isso, só alguns elementos que aparecem aqui e ali, porque o mundo que a Leigh criou é super original. Eles têm um rei, um exército, uma corte e tudo o mais, mas também tem a presença dos Grishas que são pessoas com habilidades especiais. Eles tem o seu próprio exército que ajuda o exército do rei e uma espécie de “comandante”, chamado Darkling.

A história do livro vai nos levar até a Alina que é uma órfã de guerra e morou quase toda a vida dela em um desses abrigos junto com Maly que é seu melhor amigo (e meio que o amor da sua vida). Mais tarde, ela acaba virando cartógrafa e o regimento dela tem que fazer uma expedição até a Dobra das Sombras que é digamos... Imaginem a Faixa de Gaza um pouco mais extensa, em uma noite escura sem lua, nem estrelas, nem nada que possa dar uma centelha de luz. Imaginaram? Provavelmente quase ninguém que estiver lendo isso já foi na Faixa de Gaza, mas olhem no tio Google. Essa faixa atravessa Ravka ao meio e logicamente, a Alina precisa atravessar para chegar ao outro lado e desenhar mapas.

Só que uma coisa inesperada acontece na viagem, que acaba provocando um acidente e Maly fica ferido, ela tenta salvá-lo, e então descobre que não é tão normal assim – Alina na verdade tem um poder que ninguém esperava e que pode salvar o mundo de Ravka – e ela vai passar um tempo com os Grishas e ainda que isso signifique passar um tempo longe do Maly, ela é praticamente obrigada a ir então...

Eu adorei esse livro. Ele tem aventura, magia (um tipo bem diferente de magia, mas magia), romance, intrigas e tudo o que me deixa cheia de borboletas felizes no estômago, hahaha. A escrita da Leigh é muito boa, tipo, muito boa mesmo. Achei legal como ela não subestima a inteligência dos leitores, fazendo descrições simples que dá para perceber o que ela quer dizer sem que ela tenha que escrever meia página. Isso só me incomodou em uma coisa que eu acredito que é comigo só, porque não outras pessoas falando disso. Eu não conseguia imaginar muito bem os lugares por onde a Alina andava, os palácios, as roupas, etc.. Sei lá, talvez tenha sido porque é um mundo bem diferente mesmo.

Eu acabei gostando muito com a Alina, porque ela é uma personagem que tomou quase todas as decisões que eu tomaria e apesar de ela estar apaixonada pelo Maly, ela não é aquela garotinha completamente romântica que fica lamentando pelos cantos porque ele não sente o mesmo. E quando ela vai embora, ainda que ela sinta a falta dele, ela vai de cabeça erguida fazer o que ela tem que fazer. Alina é um orgulho de personagem <333

Maly é legal também, mas eu acabei meio que deixando de gostar um pouco dele mais para frente, não me pergunte a razão, porque ele faz as escolhas certas. O Darkling que acaba acompanhando a Alina, porque ele, junto a ela poderá salvar Ravka do até então interminável sofrimento de Ravka por causa da Dobra das Sombras. Ele tem o poder das sombras e creio que vocês já devem ter se dado conta do que a Alina pode fazer, mas vou deixar isso em aberto só para vocês ficarem curiosos, MWAAHAHAHAHAHAHA.

O relacionamento deles vai crescendo, mas não tem um triângulo amoroso, porque a Alina é decidida e sabe o que ela está fazendo. Ela não fica “ah, com qual dos dois eu fico?”, ela vai mudando a visão que ela tinha de todas as coisas e amadurecendo e o sentimento que ela vai sentindo é natural que todo o romance fica muito bom. E ela não muda o que ela sente pelo Maly, ela continua o amando, mas como ele não sabe dos sentimentos dela, aparenta não sentir o mesmo e talvez demore anos até eles se encontrarem novamente, ela se joga. 

O final desse livro é... Oh, meu Deus! Isso aqui tá acontecendo mesmo? É muito AUHSIAUDHAIFHIEGHIUUEFGCYAHBFWHGEFDTYWSYFCYTAF


Eu não sabia muito que pensar depois daquilo e até hoje não sei se gostei. Sai totalmente do caminho óbvio da história e foi uma sacada muito boa da autora, mas não sei como reagir a isso ainda. É esperar até o lançamento de Siege and Storm para ver.
No final eu recomento MUITO esse livro para todo mundo que não gosta de fantasia, para quem não gosta, para quem nunca leu, aAah, não sei, só sei que quero que todo mundo leia esse livro para que todo mundo saiba como ele é maravilhoso.
É isso pessoal,
Beijinhos.
P.S.: Dei quatro estrelinhas no Skoob, porque como falei, ainda não sei como me sinto em relação ao final, mas leiam, porque é genial.


Mini-Resenhas #1: Divergente e Leviatã

A semana de maratona literária já esta quase chegando ao fim, e eu não podia deixar de comentar um pouco sobre minhas leituras. Vocês lembram que, minha meta era ler livros que estavam parados na estante há muito tempo, felizmente, estou conseguindo, mas, fazia tanto que eu não lia esses livros, que eu não lembro o suficiente para fazer uma resenha completa.

Desse jeito, resolvi implementar aqui no blog, uma prática muito comum na blogsfera. Resolvi testar a ideia das mini resenhas, porque não resenho todos livros que eu leio, as vezes por falta de tempo ou por que não tenho nada importante a dizer, por isso, mesmo que seja só uma notinha, vou usar essa coluna para deixar o blog atualizado com as minhas leituras.  

Autora: Veronica Roth | Editora: Rocco | Publicado originalmente em: 2011 | Título Original: Divergent Gênero: Distopia | Nota: 5/5 

A pergunta que não quer calar, porque levei tanto tempo para terminar esse livro? Eu não entendo, mas como eu disse nesse post aqui, nem sempre deixo os livros de lado por que eles são ruins, é tudo uma questão de momento. Se eu tivesse que fazer uma lista de personagens favoritos, Tris com certeza estaria lá. Gosto de como a personagem precisa fazer escolhas difíceis, é difícil não se identificar com isso, por que todos nós precisamos dar aquele passo que, pode mudar toda nossa vida, e como é difícil dar esse passo sem saber o que o futuro nos reserva. Tem gente que acha o começo do livro arrastado, mas não, esse início sem muita ação, é essencial para o crescimento dos personagens, que é muito bem escrito e desenvolvido pela autora.


Autora: Scott Westerfeld | Editora: Galera Record | Publicado originalmente em: 2009 | Título Original: Leviathan Gênero: Steampunk| Nota: 3/5 

Se, por um lado, não faço ideia do porque adiei a leitura de Divergente, sei muito bem o que me levou a deixar Leviatã um tempinho descansando na estante. Meu maior problema com esse livro é que eu estava esperando outra coisa, e até me acostumar com o que encontrei, não consegui aproveitar a história direito. Eu estava esperando uma história de amor proibido, as inúmeras resenhas que li, me levaram acreditar nisso. Mas, muito diferente disso, eu encontrei uma aventura eletrizante, que reconta os acontecimentos que levaram a primeira guerra mundial. Sim, mesmo que eu não tenha aproveitado tanto, eu achei a história eletrizante, é impossível dizer o contrário, adorei a ideia dos Darwinistas e Mekanistas, os lados opostos da guerra, os primeiros com suas criaturas modificadas, que fazem de tudo, imagine um aeronave, que é uma baleia, e o segundo, com suas máquinas gigantes e letais. O final me deixou empolgada para o próximo volume, agora que eu sei o que vou encontrar, tenho certeza que vou curti muito mais a história. 

Enquanto isso por aqui #22


Primeira caixinha de correio do ano, e já começa super recheada, porque, em dezembro, somando Black Friday + Natal, eu comprei 19 livros, troquei 4, e ganhei 1.  Vamos começar o ano bem falida

*Li:

1 - Daimon - Jennifer L. Armentrout (Kobo)
2 - Um conto de Natal - Charles Dickens (Kobo)
3 - Hush Hush Graphic Novel - New Pop
4 - Annabel e Sarah - Jim Anotsu | Draco

Terminei o ano com poucas leituras, não cheguei nem perto da minha meta, que era de 100 livros, mas estou satisfeita, pelo menos, consegui ótimas leituras, e isso vale mais.

*Comprei:

 1. Percy Jackson e Os Olimpianos (5 livros) - Rick Riordan / Já estou lendo o último


 2. Perdida - Carinha Rissi | Verus
 3. A princesa Leal - Philippa Gregory | Record (Culpa da Julia, falou tanto da autora, que eu quis ler também)


 4. Dias de sangue e estrelas - Laini Taylor | Intrínseca
 5. Todo Dia - David Levithan | Galera Record


6. Como salvar um vampiro apaixonado - Beth Fantaskey | Arqueiro 
7. Metamorfose? - Gail Carriger | Valentina (!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!)


8. Karma Club - Jessica Brody | Novo Século
9. A princesa do baile da meia noite - Jessica Day George | Novo Século (Capa super linda!)


10. A morte é legal - Jim Anotsu | Draco
11. Annabel e Sarah - Jim Anotsu | Draco (Já tem resenha)


12. Veneno - Sarah Pinborough | Única
13. Feitiço - Sarah Pinborough | Única


14. Estranho Irresistível - Christina Lauren | Universo dos livros
15. Louca por você - M. Leighton | Galera Record

*Trocas:

1. Como reconquistar seu ex-namorado - Janette Rallison | Farol Literário
2. O segredo de Jasper Jones - Graig Silvey | Intrínseca


3. A guardiã - Melissa Marr | Rocco
4. Minha vida Agora - Meg Rosoff | Galera record

*Ganhei: 

1 - A Falsa Princesa - Elis O'neal | Farol Literário

Eu ganhei A falsa princesa em um promoção no blog Estante Vertical, a Lu também me mandou uns marcadores e uma bilhetinho muito fofo. 

*Top 5: Lançamentos + aguardados
1 - Angelfall - Susan Ee (Sem definição ainda)
2 - Carnival of Souls - Melissa Marr (Rocco)
3 - Eleanor and Park - Rainbow Rowell (Novo Século - Haja paciência para esperar)
4 - The piper's son - Melinna Marchetta (Fundamento)
5 - Aristotle and Dante discover the secret of the universe - Benjamin Alire Sáenz (Seguinte)

* Melhor Leitura:
Eu amei Um Conto de Natal, mas o livro que me fisgou em dezembro foi Annabel e Sarah, a história tem um toque sombrio e personagens incríveis, adorei o mundo fantástico que o autor criou, acho que o livro poderia ter muito mais páginas.

* Livro +++ AHHHH preciso comprar:
Foram quatro livros que eu fiquei doida para comprar, Tamanho 42 e pronta para arrasar, Meu sangue Aprova, Encanto Mortal e Os garotos corvos. Nem foram tantos, mas, agora que as editoras estão divulgando os futuros lançamentos, essa lista só vai aumentar, e não aguento de tanta ansiedade. 

* Resenhas do Mês:
Névoa - Kathryn James
No fundo do amor - Tera Lyn Childs
Belezas Perigosas - Libba Bray 


Maratona literária 2.0 - O que eu vou ler + um pequeno Book Haul

Oi pessoal, tudo bem com vocês? Assim como a Ju, eu também vou participar da Maratona Literária e 
como já tinha feito um vídeo sobre isso e já com as minhas metas, resolvi postar aqui. 



Essa também foi a oportunidade para vocês conhecerem o meu novo canal e verem como eu me pareço, haha

Beijinhos
Já me seguem no Twitter? @waitinseptember
Página do canal no Facebook: https://www.facebook.com/waitingforseptember

Resenha: Annabel e Sarah - Jim Anotsu


Autor: Jim Anotsu | Editora: Dracco | Publicado Originalmente em: 2010 | Gênero: Fantasia | Nota: 5/5 + Recomendo

Quando li sobre A morte é legal, no ano passado, fiquei curiosa para conhecer a história, no entanto, a outra obra do autor, Annabel e Sarah, nunca despertou minha curiosidade, comprei o livro só para ganhar um desconto bacana, e que grande surpresa foi essa leitura, assim como várias das coisas que gosto muito, esse livro chegou a mim por acaso, e me arrebatou completamente.

Fantasia é sem sombra de dúvida meu tipo de leitura favorita, e mesmo gostando de histórias em que os autores criam verdadeiros mundos mágicos, cheios de detalhes e descrições, meus livros preferidos são aqueles em que o autor não explica o porque de tudo, as coisas simplesmente acontecem, e não é preciso entender o seu mecanismo, para entender a mensagem que passa, foi exatamente isso que eu encontrei nesse livro, e por isso gostei tanto.

Nessa jornada, nós conhecemos as irmãs Annabel e Sarah Lee, que por um infortúnio do destino são arrastadas para um mundo paralelo, bizarro e insano, onde a felicidade é decretada por lei, animais falam, e têm humanos como animais de estimação.

Annabel precisa encontrar uma rara flor, que pode ser a única chance de recuperar a irmã e sair sã e salva dali, e para isso conta com a ajuda do detetive particular Op Spade, com quem tem os diálogos mais divertidos, exatamente por que os dois são muito rabugentos, enquanto isso, Sarah vai parar em Allegria, e conhece a doce Beatrice, que vai ser fundamental quando ela precisar fugir dessa cidade maluca, onde a felicidade é decretada por lei, o que torna as pessoas o oposto disso.

Esse livro é uma aventura deliciosa, adorei a relação entre as irmãs, que vivem brigando, mas quando Annabel vê Sarah em perigo, ela não mede esforços para resgatá-la, e percebemos que por mais que esse relacionamento fosse tenso, elas se gostavam de verdade.

Amei a narrativa pelos dois pontos de vista, foi muito prazeroso acompanhar as aventuras e desventuras dessas duas, e adoraria que o livro fosse maior, para curtir mais esses lugares insanos onde elas foram parar. O livro traz também, pequenos flashbacks que nos permite conhecer um pouco mais dos sentimentos das irmãs em relação a vida, família e o amor. Recomendo!

Maratona literária 2.0 + Desafios para 2014


Todo mundo já ouviu falar na maratona, né? Por isso não vou falar a respeito, se quiser mais informações, veja aqui

Para essa segunda edição, decidi escolher alguns livros que já deveria ter concluído há tempos, isso acontece muito comigo, e é um dos meus maiores desafios para 2014, as vezes não estou no clima para um livro, e o abandono temporariamente, só que em vez de retomar a leitura, ele fica esquecido na estante, shame on me. Nada melhor do que a maratona, para tratar esses livros com o devido respeito que eles merecem, por isso, escolhi 5 deles, e mais um outro que vai ser inédito.


1. A desconstrução de Mara Dyer - Michelle Hodkin (Skoob)
2. Leviatã - Scott Westerfeld (Skoob)
3. Divergente - Veronica Roth (Skoob)
4. A filha do Apanhador de Demônios - Jana Oliver (Skoob)
5. A probabilidade estatística do amor a primeira vista - Jennifer E. Smith (Skoob)
6. The Duff - Kody Keplinger (Skoob)

Desafios:


Inicialmente, o nome do desafio era Um clássico por mês, mas quem acompanha o blog, sabe que eu fui um desastre no desafio que criei, por isso troquei o nome, o objetivo é o mesmo, ler 12 clássicos durante o ano, porém, não fico presa a posts mensais, e posso ler mais que um ou nenhum durante o mês, contato que eu cumpra a meta. 



Ano passado eu fiquei super empolgada com o Charlie's booklist, proposto pelo blog Conversa Cult, mas, infelizmente, não consegui participar, fiquei feliz que o blog esse ano propôs um novo desafio, e mesmo prometendo não participar de nenhum, a ideia é tão bacana, que eu tinha que pelo menos tentar.  

O que mais me atraiu atenção no desafio, é o objetivo de entrar em contato com a diversidade literária mundial, e o que desejo para minha meta literária em 2014, é poder diversificar os gêneros que leio, dando oportunidade para livros que geralmente não daria, essa lista que eles fizeram esta fantástica, vou começar lendo O Azarão, e com sorte e boa vontade, tenho certeza que vou conseguir cumprir as metas.

1. Janeiro: Austrália - Markus Zusak 
2. Fevereiro: Japão – Haruki Murakami
3. Março: Rússia- Isaac Asimov
4. Abril: Noruega – Jostein Gaarder
5. Maio: Escócia – Arthur Conan Doyle
6. Junho: Inglaterra – Jane Austen
7. Julho: Itália – Umberto Eco
8. Agosto: França - Júlio Verne
9. Setembro: Espanha – Carlos Ruiz Zafón
10. Outubro: Estados Unidos – H. P. Lovecraft
11: Novembro: Colômbia – Gabriel García Márquez
12: Dezembro: Brasil – (Vai ser escolhido posteriormente)

Top 5: Melhores séries que eu vi em 2013

Não tenho costume de falar de séries aqui no blog, mas esse ano vai ter uma coluna especial só para elas, assim, eu e a Julia, vamos poder falar também desse outro vício que compartilhamos, porém, não vai ser fixo, sempre que tiver alguma série que eu precise muito compartilhar com vocês, eu vou escrever aqui.

A escolha das 5 séries não foi muito difícil, por que foram poucas que eu vi, difícil mesmo, é escrever sobre essas séries sensacionais, em tão poucas linhas, vai ser um ótimo exercício.

1 - Sons of Anarchy


Antes de começar a ver esse seriado, só duas séries tinham conseguido mexer tanto com o meu emocional (Doctor Who e Supernatural), eu não fazia ideia de que uma série sobre uma gangue de motoqueiros fosse capaz disso, me surpreendeu bastante. Um dos aspectos mais interessantes do seriado, é que ele não é uma luta de policiais e bandidos, o genial, é como a vida criminosa vai cobrando cada vez mais dos personagens, eles são bandidos, e por mais que você torca para eles cheguem vivos ao final do dia (e da temporada), tudo pode acontecer, e acontece mesmo. Eu recomendo demais essa série, ainda vou fazer um post explicando melhor porque o seriado é tão awesome, e porque vocês precisam assistir. 

2 - Warehouse 13


Uma completa surpresa, essa série se tornou meu xodó, e só de falar dela tenho vontade de chorar, por que a última temporada se aproxima. Eu acompanho muitas séries de investigação, e posso dizer com certeza absoluta, que os melhores parceiros da TV, são Mika e Pete, no começo eles se detestam, e você até imagina que vai rolar alguma coisa ali, mas não, esse é um dos pontos mais positivos da série, eles se entrosam muito bem, e se tornam grandes amigos. O Depósito 13, para onde os agentes são enviados (sem o seu conhecimento), é um lugar secreto, pouquíssimas pessoas sabem da sua existência, em seu interior estão os artefatos mais poderosos e perigosos da história da humanidade, e o novo dever dos detetives é coletar e trazer esses artefatos em segurança. É claro que muitas vezes eles são afetados por seus estranhos poderes, e precisam se virar para concertar tudo. Sendo sci-fi, a série tem uns efeitos bem meia boca, mas o diferencial é a história, a amizade entre os personagens, e como eles se tornam uma grande família. 

3 - Shameless


Não tenho muito costume de acompanhar dramas, mas quando comecei acompanhar as desventuras da família Gallagher, eu fiquei completamente viciada. E viciante, é a melhor palavra para descrever essa série, é tanta coisa que acontece a essa família. A criação dos irmãos, depois que a mãe vai embora, fica a cargo de Fiona, a mais velha dos Gallagher, ela enfrenta muitos problemas, e abdica dos seus sonhos para manter a família unida, ainda mais com um pai bêbado, que só dá trabalho. Um dos aspectos mais interessantes da série, é como todo mundo, seja um Gallagher, ou amigo deles, é trambiqueiro, e o quanto de confusão isso causa. Para quem gosta desse estilo de série, eu recomendo essa aqui, assistam e sejam felizes!

4 - Haven 


Assim como várias séries dessa lista, eu comecei a assistir Haven por acaso. Sabe aquelas tardes em que você não tem nada para fazer, aí cata alguma coisa para assistir, foi assim que eu conheci essa série fantástica. Haven é uma cidade peculiar, a cada 27 anos, os moradores sofrem com estranhos poderes, alguns inofensivos, outros extremamente perigosos, "os problemas", são um verdadeiro mistério, e além dos moradores da cidade, esses fatos estranhos, são desconhecidos do grande publico. Em meio a tantos segredos, a única certeza que temos é que a agente Audrey Parker, que chega a Haven atrás de um fugitivo, e decidi ficar depois de descobrir possíveis pistas da mãe desaparecida, tem algo a ver com isso. A primeira temporada é meio fraca, mas a partir da segunda, a série tem um salto de qualidade considerável.

5 - Orphan Black


Se você ainda não assistiu Orphan Black, feche esse post agora e vá fazer isso. Essa história tem elementos de ficção científica, drama, comédia, suspense, ela é completa, e ainda somos brindados com a maravilhosa atuação de Tatiana Maslany, GENTE, a mulher interpreta 484641265416541 personagens diferentes, cada um com características tão próprias, que você jura que são pessoas diferentes. A trama é cheia de mistérios, e se você gosta disso, essa série é para você. A segunda temporada vem aí, e eu não vejo a hora de matar a saudade/curiosidade, já que terminamos a primeira temporada com mais perguntas do que respostas.

Top 10: Melhores Leituras de 2013

E aí gente linda, como vocês estão? Deixei a preguiça de lado, e preparei esse post super especial sobre as melhores leituras de 2013 (essa semana terá outras retrospectivas), apesar de ter sido um ano de poucas leituras, li ótimos livros, alguns até entraram para minha lista de favoritos, por isso, mesmo ficando abaixo da minha média de leitura, foi um ano proveitoso.



Alma? - Gail Carriger (Skoob)
O melhor livro que eu li em 2013! Esperei meses por ele, e quando chegou, devorei até a última página, a leitura é uma delícia, os personagens são carismáticos, a história é cheia de mistérios e de criaturas mágicas, e tudo isso me conquistou. E o romance entre Lord Maccon e Alexia, foi tão perfeito, tão lindo, que eles entraram para meu ranking de casais favoritos, e empataram em primeiro lugar com meu casal favorito ever, Heather e Cooper.  

Promessa de Sangue - Richelle Mead (Skoob)
UAU. Esse livro foi intenso e cruel. Meu livro preferido, até agora, da série. Rose se joga em uma jornada difícil e dolorosa (sem spoiler) e o final, ai meu coração, esse livro foi tudo.

A Mediadora 6: Crepúsculo - Meg Cabot (Skoob)
Esse não podia faltar, adiei essa leitura por dois anos, porque é difícil dar adeus a personagens como o Jesse e a Su, você passa tanto tempo com eles, que só a perspectiva de que depois desse livro, não vai ter mais nada, te deixa deprimida. Mas a espera valeu a pena, por que além do livro ter sido perfeito, durante esse tempo que eu levei para ler, a autora decidiu escrever mais um livro par série!

Legend - Marie Lu (Skoob)
Melhor distopia que já li. Adorei a história, curta, mas frenética, e extremamente cruel, os protagonistas sofrem tanto, que eu considero a autora uma sádica, e espero que ela se redima nos próximos livros. #sonhodistante

Prazeres Malditos - Laurell K. Hamilton (Skoob)
Eu não acredito que demorei tanto tempo para ler essa série, para quem gosta de vampiros, é leitura obrigatória. Anita Blake é foda, e não tem palavra melhor para descrevê-la, ela é muito boa no que faz, e apesar de ser uma caçadora de vampiros, ela mantêm uma relação muito estreita com eles. O primeiro livro é ação pura, mas ao longo da série tem bastante romance, e não vejo a hora de chegar a essa parte.


Filhos de Anansi -Neil Gaiman (Skoob)
Acho incrível a capacidade do Neil Gaiman de misturar magia e fatos cotidianos, e de criar histórias cheias de personagens que, quando você começa, não imagina que lá no final, por mais insignificante que ele possa parecer, vai fazer total sentido. Esse livro tem personagens marcantes, Fat Charlie, se tornou um dos meus favoritos. 

O ladrão de raios - Rick Riordan (Skoob)
Quando eu vi o primeiro filme, tive certeza que nunca leria essa série, achei ruim e não me interessei. Porém, um dia resolvi comprar o primeiro livro (não sei bem porque), e quando li, fiquei simplesmente apaixonada, a adaptação foi muito mal feita e junto com um certo preconceito literário meu, fez com que eu ficasse longe dessa série por muito tempo, agora, não vejo a hora de terminar, e começar a ler outras coisas do autor. 

O apanhador no campo de centeio - J. D. Salinger (Skoob)
Sabe quando você espera muito de um livro, aí você começa e bate aquele medo de decepção, mas ao longo das páginas, você percebe que tem um tesouro em mãos, e que todo mundo deveria conhecer essa história também, esse livro foi tudo isso para mim, vocês precisam ler. 

The ghost and the goth - Stacey Kade (Skoob)
Esse livro entrou para os meus favoritos, e como não, a história é engraçada, os protagonistas são carismáticos, o romance é fofo, um dos YA sobrenaturais mais divertidos que já li.

Nevermore - Kelly Creagh (Skoob)
Outro YA sobrenatural que entrou para os meus favoritos, a história é cheio de mistérios, e te deixa bem curiosa, o romance é interessante, por que ele não é instantâneo, vai acontecendo gradativamente, e tem aquele final que te deixa louco, necessito do segundo já.