Enquanto isso por aqui #14

Eu deveria ter comprado menos esse mês, por vários motivos, não tem mais espaço na estante, a quantidade de livros que tenho para ler esta perigosamente chegando a três dígitos, tenho contas a pagar, etc., mas foi meu aniversário, e quer saber eu merecia uns presentes, sendo assim, a promessa de gastar menos passa para o próximo mês, será que eu consigo, duvido muito, mas, não custa nada tentar.

*Lidos:
  1. Legend - Marie Lu | Prumo
  2. As Irmãs Grimm #3 - Michael Buckley | Novo Século
  3. As Irmãs Grimm #4 - Michael Buckley | Novo Século
  4. Anjo Mecânico - Cassandra Clare | Galera Record
  5. Alma? - Gail Carriger | Valentina

*Compras:
  1. A probabilidade estatística do amor a primeira vista - Jennifer E. smith || Galera Record
  2. Garotos Malditos - Santiago Nazarian || Galera Record
  3. As irmãs Grimm #3 - Michael Buckley || Novo Século
  4. As irmãs Grimm #4 - Michael Buckley || Novo Século
  5. Alma? - Gail Carriger || Editora Valentina
  6. Gata Branca - Holly Black || Rocco
  7. Scott Pilgrim - Bryan Lee O'malley || Quadrinhos na Cia
  8. Terra Ardente - Janice Diniz || Lexia
  9. No limite da Atração - Katie McGarry || Editora Verus

*Trocas:
  1. O vampiro Lestat - Anne Rice || Rocco
  2. Soown - Nina Malkin || Galera Record
  3. Prazeres Malditos - Laurell k. Hamilton || Rocco
  4. Penélope - Marilyn Kaye || Galera Record
  5. Derby Girl - Shauna Cross || Galera Record

*Top 5: Vampiros
  1. Prazeres Malditos - Laurell k. Hamilton || Rocco
  2. Entrevista com vampiro - Anne Rice || Rocco
  3. O vampiro Lestat - Anne Rice || Rocco
  4. Last Sacrifice - Richelle Mead || Agir?
  5. Ergue-se a noite - Coulleen Gleason || Jardim dos livros

*Melhor Leitura:
Impossível escolher outro livro senão Alma?, eu adorei tudo na história, o romance, a mistura de elementos, o mistério. Ah o romance foi na medida certa, tão encantador, eu fiquei extremamente apaixonada por esse livro. Eu já imaginava que fosse gostar da história, mas não fazia ideia de que seria assim nesse nível, dos personagens entrarem para a galeria dos meus preferidos, e empatar junto com o meu outro casal favorito na literatura, como casal mais perfeito de todos.

*Resenha + AHHHHHH preciso comprar:
Eu terminei de ler ontem Anjo Mecânico, e preciso de Príncipe Mecânico já, eu adorei o livro, e já conhecendo a Cassandra Clare, imagino que o que me espera seja uma história ainda melhor, e que com certeza deixará meu coração em pedaços.



Chegou hoje de manhã minha última comprinha na loja La Papeterie, estou amando o caderno amarelo, tipo ele é super grande, e eu imaginei que fosse pequeno Os carimbos, os adesivos, a caneta e os caderninhos, estou apaixonada por tudo.



E por último, mas não menos importante, meu presente de aniversário, dado pela mãe mais linda do mundo. Estou amando, é tão prático, e a leitura flui que é uma maravilha. Agora só falta uma capinha para ele.


Promoção: Mamãe relaxa e lê um livro!


O que é melhor que ganhar livros de presente? Para comemorar o dia das mães o Sobre Mim e Meu Mundo e mais nove blogs se uniram para presentear três sortudos com kits super especiais. 


E tem mais, pois teremos um kit de marcadores para o mais um sortudo ou sortuda...
Vai ficar de fora desta?
Participe, as regras são claras, tem que seguir todos os blogs participantes e comentar em pelo menos em um blog, deixe seu nome de seguidor e boa sorte!!


LEIA ATENTAMENTE AS OBSERVAÇÕES ABAIXO:
1. Basta seguir as regras obrigatórias através do Rafflecopter. As opções que abrirão após as citadas acima não são obrigatórias, mas uma vez feitas, lhe dão muito mais chances de ganhar.
2. O ganhador terá 3 dias para responder o e-mail que lhe será enviado ou um novo sorteio será realizado.
3. Se o ganhador não tiver seguido alguma das regras obrigatórias, será desclassificado sem aviso prévio. E assim um novo sorteio será realizado.
4. Não nos responsabilizamos pelo pagamento de um segundo frete caso o livro retorne por qualquer motivo.
5. Cada blog será responsável pelo envio do seu livro e terá até 30 dias para enviá-lo.
6. A promoção inicia hoje, dia 28/04 e termina no dia 12/05.

a Rafflecopter giveaway

Boa Sorte!

Top Ten Tuesday: 10 livros que achei que gostaria mais do que gostei


É inevitável não criar expectativas quando desejamos um livro, mas infelizmente as vezes quando você termina certos livros, parece que esta faltando alguma coisa, a história que era para ser maravilhosa e perfeita, é apenas OK. Ninguém esta livre de passar por uma dessa, e eu fui escavar lá no fundo da minha estante, os livros que eu esperei muito e na verdade, foram mais ou menos.

O Top Ten Tuesday é um meme semanal criado pelo The Broke and the Bookish.


10 - Todo Garoto Tem
O que um livro da Meg esta fazendo aqui?
Pois é, não que eu não tenha gostado do livro, ele é legal, é divertido, o casal é fofo, mas por ter gostado tanto dos dois primeiros volumes da série, eu criei uma certa expectativa de que esse seria melhor dos três, e por isso foi meio decepcionante para mim. Acho que esse foi o primeiro livro da Meg que eu não consegui ficar totalmente encantada pelo romance, que eu achei que aconteceu rápido demais, eu até dei cinco estrelas ao livro alô incoerência, por que a história é agradável, mas podia ser muito mais, principalmente se os amigos dos protagonistas fossem os principais, a história ficaria mais encantadora, já que eles fugiram para se casar escondidos da família.

09 - 13 pequenos envelopes azuis
Eu esperava muito mais desse livro, foi até difícil de admitir, por que eu achava que iria amar, até por que uma viagem pela Europa, é o sonho de muita gente, e comigo não é o contrário. Mas Ginny não estava lá para explorar o velho continente, ela estava atrás da tia, de entender como foram os últimos dia dela antes de morrer. E por isso é meio frustrante, você quer que Ginny explore os lugares, mas ela está sempre travada. Espero gostar mais do segundo volume.

08 - Filha da Tempestade
Richelle sua linda, sabe que eu gosto muito de você, né? Porém, infelizmente Filha da Tempestade deixou muito a desejar, gostei do enredo, e longe de mim querer falar mal da Richelle, mas para mim não foi bem desenvolvido, esperava mais da história, achei mal aproveitada. Mas quero continuar a ler a série, por que tenho esperanças de gostar dos próximos volumes.

07 - Julieta Imortal
Eita história confusa, o plot é bom, mas o desenvolvimento deixa a desejar. Com essa capa maravilhosa e uma sinopse interessante, eu achei que a história seria fantástica. Mais faltou alguma coisa, eu não detestei, mas fiquei sem entender algumas coisas, não sei se o próximo livro explica algumas incoerências, se sim, vou demorar um tempo para ler, mas quero saber mesmo assim.

06 - Quase Verdade
Eu adorei o livro, veja bem, mas sofreu de um grande mal, o romance rápido demais. Como uma história de superação o livro é ótimo, a personagem cresce, deixa de se sentir uma pessoa inútil, burra, como sempre achou que era, e descobriu seu valor, esta certo que com a ajuda de uma pequena mentirinha, mas enfim, ótimo plot. Mas precisa terminar daquele jeito "Felizes para sempre", as pessoas não podem só encontrar um amor, elas precisam casar e ter filhos, para que tudo fique bem, não gostei.

05 - Strange Angels
Eu fiquei revoltada com esse livro, por que a autora me enganou, quando menos esperava me vi lendo um triangulo amoroso, e isso me irritou, não foi bem construído, ficou bem forçado na minha opinião. E a história é um pouco confusa, as cenas de ação não são bem escritas, e é tudo bem frustrante. A sinopse do livro promete, mas a história não cumpre.

04 - Louras Zumbis
Eu adoro filmes de terror trash que se passam em cidadezinhas pequenas, por isso eu imaginei que Louras Zumbis teria um enredo assim, e até tem, mas é trash demais para o meu gosto. Ok, eu gostei do livro, mas assim como outros dessa lista o que faltou para mim, foi um melhor desenvolvimento da história, quando você menos espera o livro acaba, mas como assim? deixando um monte de perguntas no ar. E o final é triste, por que te deixa numa dúvida FDP, e isso me deixou triste demais, por que essa dúvida paira sobre um personagem que eu amei demais.

03 - Melancia
Eu acho que nunca fiquei tão irritada com uma personagem, Claire me levou a loucura, eu senti um ódio tão grande lendo esse livro, que não vou esconder isso de vocês não, senti uma singela vontade de fazer uma fogueira com ele quando terminasse. Uma personagem adulta que parece não ter saído da adolescência, indecisa, chata e dramática. Quando o ex marido voltou então, achei que havia certo risco de os dois voltarem, aí que eu fiquei louca, me forcei a terminar o livro, e na primeira oportunidade me livrei dele numa troca.

02 - Paixão 
Esse livro não foi só decepcionante, foi um livro traumatizante. Podem me chamar de dramática, mas depois que terminei esse livro eu  fiquei traumatizada, e isso atrapalhou meu ritmo de leitura, fiquei um tempo achando que todo livro que eu iria começar a ler, seria tão chato quanto esse, foi um horror. Luce e Daniel não são meus protagonistas favoritos, gostei da série, por que apesar de eles serem sem graça, tinha os amigos deles que davam a história um enredo mais interessante. Aí como fica a minha situação com esse livro percorrendo todas as vidas passadas de Luce e Daniel, a minha vontade era não terminar o livro e jogar ele bem longe de mim. Eu não quero nem saber como essa série termina, não quero correr o risco. Mas vou ler o spin-off do Cam, por que ele sim é um personagem FANTÁSTICO, tinhas minhas convicções de que ele deveria ser o protagonista, por que ele é perfeito, mas agora ele vai ter a história dele, então esta tudo certo.

01 - O Legado da Caça vampiro
Eu esperava tanto desse livro, mais tanto, e no fim foi apenas uma história OK. Em primeiro lugar achava que Victória seria uma super caçadora de vampiros que frequentava bailes, e seguia as convenções sociais, mas ela foi ao contrário. Passamos boa parte do livro com a protagonista preocupada com o casamento, e isso é muito chato, não sou contra romance, gosto muito, mas detesto quando eles se tornam o ponto principal da história, e foi isso que aconteceu, o plot da história, ficou de lado, e foi resolvido muito porcamente no fim. Enfim essa foi uma tremenda decepção, mas dado o que aconteceu no fim do livro, espero que o próximo volume seja melhor.

E vocês quais livros ficarem aquém daquilo que vocês esperavam?


Comprinhas Online

Eu adoro coisas fofas, mas aqui no fim de mundo onde eu moro não tem lojas que vendem esse tipo de coisa, por isso quando eu descobri o site Tanlup, que é um portal que reúne diversas lojas online, e tem os mais variados produtos, eu fiquei maluca, querendo TUDO, mas até criar coragem e ter dinheiro para comprar, eu demorei um pouquinho, mas depois da primeira compra não parei mais.

Confere aí.
Eu estava precisando de um porta-lápis, mas eu queria umas canecas bonitinhas, aí eu encontrei essas duas na loja Joana Pequena, eu fiquei meio receosa com medo das canecas quebrarem no envio, mas o produto veio muito bem embalado, sem riscos, e chegou rapidinho. Tem outras lojinhas que vendem só canecas, e a variedade é muito grande, tem canecas de filmes e séries, como não querer, essas duas lojas, Clube das Canecas e Wantz são sensacionais. (olha só essa caneca, quero muito!)

Essas latinhas organizadoras eu comprei na loja Rain Coat, e são as coisas mais lindas do mundo, e você pode colocar o que você quiser, por exemplo, minha mãe pegou uma para usar como cofrinho. Os estojinhos com tema da Inglaterra, eu comprei na loja La Papeterie, e comprei dois, por que sempre tenho que comprar para minha irmã também. 


A Cute Paper onde eu comprei esses bloquinhos verde e lilás, tem muita variedade, e dá vontade de comprar tudo, é quase impossível resistir. O bloquinho com a bandeira dos EUA, eu também comprei na loja La Papeterie. As canetas eu comprei em diferentes lojas, e graças, não tive nenhum problema de alguma vir sem funcionar.

E na loja La Papeterie eu comprei mais esses dois cadernos com tema na Inglaterra, a coisa mais linda do mundo, e ainda por cima com um preço ótimo, por isso gosto dessa loja, coisas lindas e com bom preço. 


Esses side-it que comprei na loja Cute Paper, são tão lindos, mas dá uma pena de usar, até hoje só usei dois. Os adesivos da Pony Brown também são da loja Cute Paper, mas não consigo usar, me dá uma pena. Falando em Pony Brown, vocês já viram que coisa mais fofa os produtos dessa marca, tem caneta, adesivos, blocos, agendas, etc. 

Eu recomendo as lojas para quem quiser esse tipo de produto, tem diversas formas de pagamento e a entrega é rápida. 

Sobre Steampunk

"Muitos mencionam que, mesmo antes de conhecer o gênero, já o apreciavam.. me parece que há aí uma nostalgia por algo que nunca foi, mas poderia ter sido." - Carlos Felippe

Nenhuma frase poderia descrever melhor minha relação com esse estilo literário, eu só conheci o termo e o seu significado há pouco tempo, mas existia uma certa familiaridade, por que a verdade é que eu sempre imaginei como seria se o ser humano tivesse avançado tecnologicamente antes, e como seria essa relação do passado com uma tecnologia que nunca conheceu.

Mas o que é realmente?
Você provavelmente já deve ter ouvido o termo, mas sabe o que é? Steampunk é um subgênero da ficção científica, são histórias ambientadas no passado, principalmente na Era Vitoriana (1837-1901), onde a tecnologia teria avançado muito mais rapidamente do que de verdade ocorreu, dando assim material farto para as mais variadas obras, que envolve sociedades secretas, teorias da conspiração, fantasia, e muitas geringonças movidas a vapor. Apesar do termo ter se originado no final da década de 80, obras steampunk existem desde o século XIX, onde, grandes mestres da literatura escreveram sobre, tais como Julio Verne (Viagem ao centro da Terra), Mary Shelley (Frankenstein). HG Wells (Guerra dos Mundos) e Mark Twain (As aventuras de Huckleberry Finn).
"Trata-se de obras ambientadas no passado, ou num universo semelhante a uma época anterior da história humana, no qual os paradigmas tecnológicos modernos ocorreram mais cedo do que na História real, mas foram obtidos por meio da ciência já disponível naquela época - como, por exemplo, computadores de madeira e aviões movidos a vapor." (Wikipedia)
Acho que o que mais me atrai no steampunk é essa sensação de como poderia ter sido, misturar costumes antiquados, bailes, convenções sociais e tecnologia avançada, como as pessoas se relacionariam com esses avanços e como a história do homem seria modificada por isso, é simplesmente fascinante.

Algumas obras lançadas em português:


Ok, Cinder ainda não foi lançado, mais e daí, a Rocco já divulgou a capa, que é igual a original acho bom, e a previsão de lançamento é para maio, todos gritam e preparem o bolso ou o fígado para poder comprar

Eu recomendo todos, apesar de não ter lido nenhum ainda, o que é estranho, por que escrevendo esse post eu percebi que tenho 6 desses livros vai saber porque, eu estou lendo Alma? e amando, essa semana ainda deve sair a resenha. Como vocês devem imaginar esses livros são os primeiros de uma série, e sim, vocês estão certos, mas olha que coisa boa, a sequência de Alma? sai em agosto - coisa mais linda do mundo, a sequência de Anjo Mecânico já foi lançada, e a Galera divulgou que o volume final da série saí no segundo semestre, a editora iD irá lançar a continuação de Dearly, Departed ainda esse ano, e a sequência de Leviatã vai ser lançada em julho.

Vocês já leram algum desses livros? Gostam do estilo literário?

"Uma das coisas que o torna o steampunk especial é a desconstrução da noção de que ficção cientifica é um sinônimo de previsão do futuro." Romeu Martins

Resenha: Nevermore - Kelly Creagh / Pandorga

Eu tenho problemas com capas bonitas, você pode até achar que isso é meio superficial da minha parte, mas se vejo um livro com capa bonita, eu automaticamente já acho que a história é boa, infelizmente não é um formula que sempre dá certo, mas com Nevermore, com certeza funcionou.

E foi assim, quando vi a capa desse livro, já fiquei empolgada para conhecer a história, e depois que li a sinopse e algumas resenhas, eu precisava desesperadamente do livro, e assim que ele chegou foi impossível não parar tudo o que eu estava fazendo para lê-lo.

Isobel, a primeira vista é a típica garota popular, superficial e líder de torcida, e é por isso que ela fica totalmente horrorizada quando o seu professor, a obriga a fazer o projeto de inglês com Varen Nethers, o garoto gótico, esquisito, que não fala com ninguém, e com quem Isobel jamais pensou que precisaria trocar palavras, mas o professor é irredutível, para alcançar a nota, a cheerleader precisará fazer o trabalho com o esquisito, e pior, a data de entrega e apresentação é justamente para o dia do jogo mais importante da escola.

Quem também não fica nada feliz com a aproximação dos dois é o namorado de Isobel, que claro é o jogador mais importante do time, e seus amigos, que passam a encontrar maneiras para humilhar o menino, mesmo que ele não faça nada para isso. Ele também não esta nada feliz com essa escolha, Isobel não é tipo de parceiro que ele escolheria para fazer um trabalho desse, e ainda ter que aguentar seus amigos, não é um adicional nada interessante.

É justamente quando seu namorado e amigos passam a agir de forma irracional com Varen, que Isobel, já intrigada com a personalidade totalmente misteriosa do menino, passa a arranjar desculpas para poder desfrutar mais da companhia dele e assim começa a evitar os amigos, até que rompe totalmente com eles e passa por um momento que jamais havia passado, a rejeição.

Mas ela não se prende muito a isso, o que mais intriga a menina é a personalidade totalmente escura e envolvente do garoto gótico, e não é só isso, há algo a mais acontecendo na vida de Varen, uma coisa que para Isobel, permeia os mais profundos pesadelos dele, há algo obscuro em sua volta, algo que a atrai, ele precisa de cuidado e de atenção. Ela nem percebe, mas quando menos imagina esta totalmente apaixonada.

Varen guarda muitos segredos e muitas vezes é totalmente apático, ele vive entre o sonho e a realidade, a aproximação com Isobel, muda muito sua relação com seu maior segredo, essa relação se torna uma ameaça, ao que, fica difícil de entender até quase o final.

Para quem conhece a vida e obra do autor Edgar Allan Poe, sabe o quanto misteriosa e sinistra ela foi, até mesmo na hora de sua morte, e usando isso como pano de fundo, a autora escreveu uma história onde os piores pesadelos dele criam vida, e saem das páginas para aterrorizar os personagens e os leitores.

Eu gostei demais do livro, principalmente do casal protagonista, eles são tão antagônicos, e o Varen, apesar da atitude, é tão fofo, eu adoro o estilo dele, a forma calma com que ele fala, a postura dele diante dos desafios, é um dos personagens que eu mais gostei de conhecer, e Isobel também, ela começa o livro parecendo frívola e superficial, mas tem muito mais embaixo dessa camada, diferente dos seus amigos que são maldosos, ela é uma garota que sabe o que é certo, e ao longo da história ela cresce e fica mais forte e confiante para lutar por aquilo que ela ama.

E o final do livro? Quase me deixou louca, como assim? Eu preciso da continuação já. Esteja consciente de que o final do livro vai te deixar extremamente ansiosa pelo próximo volume, por que o final é muito triste e desolador.

5/5 [Favorito]



[Meme] Entrevista Coletiva


A Rafa do blog Fascinada por Histórias me indicou esse meme há um tempão, e para vocês conhecerem um pouquinho mais de mim mentira, é só para encher linguiça mesmo, eu responder ele agora.

  Tag: Entrevista Coletiva

 1- Como escolheu o nome do blog?
Na verdade eu tinha outro nome em mente, que eu obviamente não lembro qual era, mas não estava mais disponível, foram várias tentativas até chegar ao Sobre Mim e Meu Mundo, que ficou perfeito dentro do que eu pretendia com o blog.

 2- Quanto tempo dedica ao blog?
Escrevendo, eu não dedico muito não, eu não deixo nada planejado, essas coisas, as vezes quando eu estou com preguiça, as coisas ficam relaxadas. Mais eu estou sempre lendo resenhas, visitando blogs, ainda mais quando estou com insônia, passo a madrugada lendo resenhas pelo celular, e a lista de desejados só aumenta.

 3- Já teve algum problema com comentários anônimos no blog? Qual?
Eu não tive nenhum problema com essas coisas, ainda bem. Acho que o único problema, uma coisa que me irritou durante um tempo, eram algumas pessoas que vinham aqui, não comentavam e deixavam propaganda, isso me irritou muito, mas parou.

 4- Você se inspira em outro blog? Qual?
Alguns blogs me inspiram: Nem um pouco épico, A series of Serendipity, Coruja em teto de zinco quente, Livros de Fantasia, Minha vida por um livro, e o blog que me inspirou a começar o meu próprio, Leitora Compulsiva.

 5- Quanto tempo está na blogosfera?
O blog vai fazer dois anos em setembro, mais eu comecei a "frequentar" a blogsfera um pouco tempo antes, nem acredito que faz tanto tempo.

 6- Quantos blogs visita por dia?
Não conto, mais são muitos, tem dias que eu fico com preguiça de comentar e deixo para depois, mais eu sempre visito vários por dias.

 7- Quantos livros lê por mês?
Tirando em média a quantidade de livros que li ano passado, são 5 livros, mas tem meses que eu leio mais, outros eu leio menos.

 8- Curte livros curtos ou grandes? 
Não faz diferença, mas gosto de livros com em média 400 páginas, leio tranquilo mais que isso também.

 9- Já ficou sem inspiração para postar? Como superou isso?
Já, por que eu não tinha mantido um ritmo de leitura boa, aí, eu responde meme, falo dos livros que eu mais quero ler, dou um jeito para o blog ficar com um conteúdo legal.

10- Pretende mudar algo no blog em 2013?
Pretendo manter um ritmo de postagens mais constante, e já comecei mal, mas vou me superar, pelo menos 10 posts por mês, pode parecer pouco, mas para mim é o máximo que eu consigo fazer e manter a qualidade.


Resenha: As Irmãs Grimm #4 - Michael Buckley / Novo Século

Assim que terminei o terceiro livro dessa série, peguei o quarto volume, precisava de algumas respostas para minhas dúvidas, pois se a história ficasse com muitos furos, eu não ia me animar muito a continuá-la. E ainda bem que, não só tive respostas para algumas das minhas dúvidas, como também fui agraciada com uma história cheia de ação e com novos personagens, tais como o mágico de Oz e Simbad.

Antes de juntar os pedaços da espada vorpal para matar o Jaguadarte e derrotar Chapeuzinho Vermelho, o terrível monstro fez uma vítima entre os amigos dos Grimm, Puck, o menino fada, teve suas asas arrancadas, e para salvá-lo seria necessário levá-lo até o reino das fadas, que fica fora de Ferryport Landing, e isso só foi possível, porque a espada vorpal é um dos poucos itens mágicos capazes de abrir a barreira temporariamente, e assim, a vovó Relda, o Sr. Canis, o Sr. Cicero, Sabrina e Daphne saíram da cidade para encontrar uma cura para Puck.

O que Sabrina e Daphne não esperavam é que esse reino ficasse em plena Nova York, sua cidade natal, descobrimos que a barreira que prende os seres mágicos em Feirryport Landing foi erguida 20 anos depois que os sobreviventes vieram para os EUA, por isso muitos seres mágicos vivem livre fora da barreira.

Quando encontram os sobreviventes de NY, a família Grimm descobre um fato que não fazia ideia, Verônica Grimm, mãe das meninas é conhecida por todos eles, todos tem uma história a contar sobre ela, o que deixa Sabrina incrivelmente chateada, por achar que, ou eles estão mentindo, ou ela não conhecia bem sua mãe.

Mas, pior do que lidar com os segredos da mãe das meninas, algo muito ruim acontece quando a família Grimm esta entre os Sobreviventes de NY, um assassinato, de uma das figuras mais proeminentes da comunidade local, e todos são suspeitos, já que ele não era muito querido, assim a fama dos Grimm, os coloca mais uma vez em uma perigosa investigação.

Infelizmente eles descobrem que os braços da Mão Escarlate se estende para bem longe de sua cidade, Ferryport Landing, e que eles tem como objetivo dominar o mundo e fazer os seres humanos de escravos, e os Grimm e seus amigos são as únicas pessoas capazes de impedir esse plano, mas para isso é preciso descobrir primeiro quem eles são.

5/5 

Resenha: As Irmãs Grimm #3 - Michael Buckley / Novo Século


Mais uma vez eu estava passeando inocentemente pelo shopping, quando tive vontade de passar na livraria, mas era só para dar uma olhadinha mesmo, eu não ia comprar nada, eu teria força de vontade, mas, não foi exatamente o que aconteceu, eu até me segurei, mas quando vi o volume #3 e #4 da série As Irmãs Grimm eu não me aguentei, tive que comprar, tenho certeza de que vocês entendem.

Eu tenho uma queda por contos de fadas, adoro as fábulas, as lições de moral, e fico impressionada como essas histórias sobreviveram através do tempo, claro que, com suas modificações, mas ainda sim, chegaram até nós. E ultimamente essas histórias ganharam uma nova roupagem, voltaram as suas origens mais obscuras, fugindo dos esteriótipos que a Disney nos mostrou nas últimas décadas. O lobo não é tão mal assim, princesas são mais malvadas que bruxas, o príncipe não é tão encantado, e nem sempre o final é feliz.

Os contos de fadas fazem parte da vida de qualquer criança, e comigo não foi diferente, mas sei lá, com o passar do tempo comecei a ter problemas com alguns aspectos que acabam se repetindo nas histórias, o principal sempre foi o "...e foram felizes para sempre", fala sério, quem é feliz sempre, propaganda enganosa, e ainda tem o fato de as princesas sempre precisarem serem salvas, cadê o girl power? Por isso  essa abordagem nova me agrada tanto, e o meu preferido é a HQ Fábulas, que é muito boa, recomendo!

Outra série que eu adoro é As Irmãs Grimm, que conta a história das irmãs Sabrina e Daphne, que depois do desaparecimento dos pais, passam por uma série de lares adotivos, até descobrirem que tem uma avó, sobre a qual elas nunca tinham ouvido falar, a velhinha logo passa a contar um monte de histórias inacreditáveis, sobre contos de fadas, e mais, que a maioria, as mais famosas por assim dizer, vivem ali naquela cidade onde ela mora, são chamados Sobreviventes, e estão presos à cidade por um feitiço, feito há duzentos anos a mando de Wlhilem Grimm, que com medo da cobiça que se estabeleceu entre os Sobreviventes, precisou tomar providencias para estes, não entrar em guerra com os humanos. A barreira só seria desfeita quando o último Grimm sucumbisse, e por isso eles são como guardiões.

Nos dois primeiros volumes descobrimos que os pais das meninas, na verdade, foram sequestrados por uma organização, intitulada A mão escarlate, e que muitos sobreviventes, principalmente os mais malvados, integram o grupo, que esta empenhado em desfazer a barreira, e se ver livre da maldição, não importa quem eles têm que usar para isso.

O terceiro livro começa justamente onde o outro terminou, Sabrina enfim consegue achar seus pais mas infelizmente pode fazer muito pouco para salvá-los e por isso tem que fugir da incrível criatura que encontra em seu caminho, sinceramente, mesmo que em Fábulas, Cachinhos Dourados seja vilã, eu não esperava o que estava por vir, acho genial essa inversão de papel, a vilã é nada menos que Chapeuzinho Vermelho, que tem sérios problemas mentais, eu juro. Infelizmente, ela não esta sozinha nisso, ela tem em seu poder um Jaguadarte, uma criatura gigantesca, com enormes dentes, e uma péssima fama, que ela chama carinhosamente de "gatinho" e leva-o para passear em uma coleira. 

Nesse terceiro volume, novos personagens surgem, e temos algumas reviravoltas, principalmente na administração da cidade, mais um Grimm entra na história, Jacob é na verdade filho da vovó Relda, que parece não ter um bom relacionamento com ele, devido a alguma coisa relacionado ao seu passado inconsequente. As meninas também não o conheciam, nem ao menos sabiam dele, mas de alguma forma confiam logo de cara, mas eu, algumas vezes questionei a honestidade do tio Jake, sempre parecia que ele queria mais do que demonstrava. Mas ele é fundamental para a missão de resgaste e mesmo que as vezes possa parecer que ele só esta interessado em obter objetos mágicos que lhe dão poder, o que na verdade ele sempre quis, era concertar o grande erro que cometeu no passado, e causou tanto dor em sua família.

E depois de mais um excelente final, fico ainda mais ansiosa para saber o que vai acontecer na história, principalmente quem esta por trás A Mão Escarlate

Gosto muito dessa série, mas tem algumas coisas que me deixam em dúvida, por exemplo, quando Wlhilem, procurou a bruxa Baba Yaga para lançar o feitiço sobre a cidade, o preço cobrado pela magia, foi que, assim como os Sobreviventes, os Grimm também estavam condenados a maldição, então como o pai das meninas conseguiu ir embora da cidade? Eu não sei se ainda vai ser explicado, ou se é problema da tradução, mas algumas partes, ficam confusas de entender.


Wishlist de aniversário

Hoje o post é um pouquinho diferente, como é meu aniversário, yeah, estou fazendo 24 anos, vou fazer uma listinha mentira é enorme com os presentes que gostaria de ganhar.

Livros - Como se pudesse faltar.


Percebi que a maioria dos livros que eu quero ler são em inglês, pena que meu inglês não é bom o suficiente, mas desse ano não passa, por que a cada dia estudo mais para poder aprender, e aí ninguém vai me segurar.

Dvd's:
Eu também adoro um bom filme, e tenho uma coleção de dvd's que qualquer dia desses eu vou mostrar para vocês, e sempre compro um ou dois por meses, todo mês a lista cresce mais um pouco. Um filme que esqueci de colocar na foto que eu quero muito também, Valente da Pixar, que foi um dos filmes mais legais que assisti ano passado.

Decoração:
Eu adoro móveis antigos com uma roupagem moderna, são tão charmosos, eu vi uma escrivaninha numa loja aqui no meu bairro, e quase fiquei doida, espero que eu possa comprar mês que vem. Outra coisa que eu sempre quis, é uma penteadeira, e no futuro eu pretendo ter, por que é lindo demais.


Outro item que eu quero muito, são essas molduras da loja Miusa, tão lindas e delicadas, esse ano vou reformar meu quarto, e vou querer essas molduras, por que vai ficar perfeito.


É isso aí gente, agora vou voltar para o bolo!


Resenha: O Teorema Katherine - John Green / Intrínseca


Quando eu li Quem é você, Alasca? em 2011, eu fiquei super triste por que não tinha nenhum outro livro do autor lançado aqui, fiquei meio que de abstinência, eu gostei tanto do livro, me identifiquei, queria mais, por que o John tem um jeito de mexer com você de diversas maneiras, te faz refletir, te leva as gargalhadas, as lágrimas, e faz isso tão bem, que é impossível não se encantar e se afeiçoar ao autor e os livros dele.

Quanto ao livro, ele foi tudo aquilo que eu esperava e mais, apesar de Colin ter me irritado no começo com sua dor de cotovelo, Hassan me ganhou logo de cara, assim como Coronel foi para Miles, Hassan é um melhor amigo para toda a vida, alguém que esta sempre presente - mesmo que seja deixado na mão as vezes - e ouve, por mais chato que o Colin seja, suas dores de cotovelo, já que, ele tomou 19 pés na bunda, de 19 Katherines.

Depois do último pé na bunda, mais um doloroso chute de uma menina chamada Katherine, Colin esta deprimido, além dos relacionamentos que sempre dão errado, ele é o garoto que esta predestinado a ser um gênio, isso define quem ele é, e isso é o que mais preocupa, as Katherines sempre o abandonam, e sua predisposição natural para aprender, principalmente anagramas, nunca o levou ao seu momento "eureca", seu maior sonho.

Então entra em cena, Hassan, seu melhor amigo, que é um garoto muçulmano super carismático, que convida Colin para fazer uma road trip pelo país, é assim que eles vão parar em Gutshot, população: 864, e conhecem Lindsey, uma garota que a primeira vista, tem tudo daquele esterótipo, bonita/burra, mas que é muito mais que isso, mesmo que as vezes escolha não ser, que se torna muito amiga dos garotos.

Durante a viagem, Colin enfim tem seu momento de iluminação, ele o chama de Teorema Katherine, uma formula que permitirá prever quem será um terminante ou um terminado em um relacionamento, quer dizer quem levará e quem dará o pé na bunda.

Genial, né? Para Colin se ele conseguir provar o teorema, ele jamais será esquecido, seu nome entrará para a história, por isso em todas as horas de folga, ele se põe a trabalhar no teorema, tentando encaixar cada relacionamento que teve nele, o que eu achei interessante, por que isso o força a relembrar e a refletir sobre esses relacionamentos, no mínimo excêntricos.

Lá pela metade do livro eu passei a gostar mais de Colin, no começo eu achei ele muito chato, sempre falando da Katherine XIX, a última que te deu um pé na bunda, que conhecemos por suas lembranças, e olha ele é tão dependente, que eu até entendo por que ela deu um pé na bunda dele. Depois que ele começa o teorema vai ficando mais tolerável, até que eu acabei me afeiçoando ao personagem quando ele esquece de vez de falar do pé na bunda e passa a refletir sobre sua vida, até questionando tudo o que ele achava certo até então.

5/5 [Favorito]

[Meme] Li até a página 100 #2



Meme do blog "Eu leio, eu conto", da Cibele, onde o blogueiro fala um pouco do livro que esta lendo. Qualquer pessoa pode participar.


Primeira frase da página 100:
"- Já que vocês estão em número ímpar, haverá um que não lutará hoje - diz Quatro, afastando-se do quadro na sala de treinamento."

Do que se trata o livro:
Depois de chegar a conclusão de que a culpa das guerras era a inclinação natural da personalidade humana para o mal, a sociedade procurando erradicar o problema que considerava ser responsável pela desordem no mundo, se dividiu em facções, 5 no total, Amizade, Franqueza, Abnegação, Audácia e Erudição. Cada facção tem características intrínsecas  que determinam a personalidade de seus membros, e contribui de maneiras diferentes para a organização da sociedade, porém as facções não se misturam, apesar de conviver em um mesmo ambiente, socialmente, eles permanecem com os seus. Ao completar 16 anos, os jovens passam por um teste, que lhe indicará qual sua característica dominante, para assim na cerimônia de escolha, escolher quais das facções quer integrar, geralmente os jovens permanecem na mesma facção onde nasceu, mas há aqueles que trocam, é preciso ser bastante corajoso para isso, pois mudar de facção significa nunca mais ver sua família. Justamente o que acontece com Beatrice, a protagonista.

O que esta achando até agora?
UAU. Até agora estou amando o livro, achei a história interessante, e fico me perguntando o que irá acontecer para marcar a ruptura da protagonista com a sociedade em que vive, que nós leitores de livros distópicos, sabemos que, nunca são aquilo que aparentam ser. 

O que esta achando dos protagonistas?
Breatrice/Tris é uma personagem corajosa, e eu aprecio isso, só tem que parar de ficar falando que não é bonita, por que isso é irritante, beleza não salvará sua pele menina, se concentra em treinar aí, por que senão as coisas vão ficar feias para você.

Melhor quote até agora:
"- Alguns andares abaixo de nós, encontra-se a entrada para membros do nosso complexo. Quem não tiver coragem de pular, não pertence a este grupo. Nossos iniciandos  terão o privilégio de ir primeiro. 
- Você quer que nós pulemos do telhado? - pergunta uma garota da Erudição. Ela é alguns centímetros mais alta que eu, com cabelo castanho-claro e lábios carnudos. Esta boquiaberta.
Não entendo por que ainda ficaria chocada com isso.
- Sim - diz Max. Ele parece estar se divertindo com isso.
- Tem água lá embaixo ou algo do tipo?
- Quem sabe? - ele ergue as sobrancelhas." pág. 64

Vai continuar lendo?
Com certeza absoluta, e ainda bem que a continuação saí esse mês.

Última frase da página:
"Christina e eu nos sentamos juntas durante o café da manhã, e mais cedo ela fez uma barreira para me esconder no dormitório enquanto eu trocava de roupa."


Resenha: Legend - Marie Lu / Prumo

Eletrizante e cruel!

Eu vi pouquíssimas resenhas de Legend quando ele foi lançado, não dei muita bola para o livro, achei que seria mais uma dessas distopias chatas, com um estúpido romance adolescente sem sentido. Não podia estar mais errada, o livro me arrebatou logo nas primeiras páginas, com personagens tão cativantes é impossível não torcer por eles e se envolver na história.

Não temos nenhuma explicação de como, mais os EUA já não existe mais como era antes, a República que compreende a parte oeste de onde era o país, vive em guerra com as Colônias - porém essa guerra não é explorada nesse volume - sendo assim é um país altamente militarizado. Por isso, existem as Provas, ao completarem 10 anos, as crianças são submetidas a uma bateria de testes físicos, de aprendizagem, e passam por uma rigorosa entrevista, assim o governo determina o futuro da nação, tudo depende da nota que você tira, notas excelentes te dão direito ao ensino superior - aonde também se formam os soldados - notas medianas ao ensino básico, notas ruins, não te dão direito a nada, você já se torna mão de obra, agora, ser reprovado, é o fim, os pais perdem o direito a criança, e elas são mandadas para um campo de trabalho pelo menos é isso que eles querem que você acredite. Se você acha isso cruel, não viu nada.

E assim conhecemos June e Day que estão nos extremos desse cruel governo, ela, de família prestigiada, é um prodígio, tirou a nota máxima nos testes, e aos 15 anos já se formou na faculdade, é um soldado perfeito, habilidosa e inteligente - nada de heroína titubeante e indecisa. Já Day, menino das zonas pobres, reprovado nas Provas, se torna um fugitivo, e o principal criminoso da Republica, assim como June, é habilidoso e inteligente, os dois são muito parecidos, apesar de ser de mundos completamente opostos. 

O livro é narrado sobre os dois pontos de vista, ora narrado por ele, ora por ela, e assim conhecemos os extremos da sociedade, a soberba da parte rica, e a miséria da parte pobre. Sabemos que ser de uma família nobre, não é garantia de nada, se você se meter no que não deve, seu status, não pode fazer nada para você, é preciso entrar no jogo do poder, ser obediente e não questionar. Descobrimos que a população pobre é constantemente castigada por pragas, que aparecem de tempos em tempos, e que eles são completamente subjugados e oprimidos, mas que mesmo assim, há resistência.

O destino se encarrega de colocar um no caminho do outro da forma mais cruel, sério, eu fiquei muito triste com o que aconteceu, não posso dizer o que é, mas é a força que impele June ir atrás de Day. E isso muda tudo, por que quanto mais se envolve com ele, mais June passa a questionar sobre as ações do governo. 

A autora soube como mexer com as emoções do leitor, descrevendo lindamente a força motriz que faz os dois serem como são, suas famílias, por que é por elas que os dois lutam, o amor os faz agir, eles amam tão profundamente seus parentes, e cada cena que a autora escreve dessa relação é tão amorosa, tão linda, para logo depois enfiar uma faca no seu coração da forma mais nefasta, você é muito cruel dona Marie. 

Há um princípio de romance entre os dois, que eu, sinceramente, achei dispensável, acho que a autora poderia ter deixado mais sútil, e explorado um pouco mais disso nos próximos volumes, não atrapalha a história, mas também não acrescenta nada. 

O final, ainda bem, não termina em um grande suspense, mas mesmo assim, eu não vejo a hora de ler Prodigy, que a Prumo já divulgou que lançará ainda nesse semestre. 

5/5 [Favorito]