Projeto: Um clássico por mês: Viagem ao Centro da Terra - Melhoramentos / Júlio Verne


Para saber mais clique aqui
 
Eu não sei vocês, mais quando eu era criança sempre quis saber o que de fato existia no centro da terra. Eu sei que a ciência explica, mas dizer isso para uma criança para qual a imaginação e a curiosidade dá opções bem mais interessantes é quase impossível.

E esse continua sendo um dos grandes mistérios da humanidade, objeto de fascínio há muito tempo. Em 1864, o autor francês Julio Verne publicou o livro Viagem ao Centro Da Terra que narra uma incrível viagem aos recônditos mais profundos do nosso planeta.

O ilustre geólogo alemão Dr. Otto Lidenbrock encontra um antigo pergaminho decodificado que pertenceu a um famoso alquimista islandês do sec. XVI, após decifrá-lo com o seu sobrinho Axel, descobre que o pergaminho contêm coordenadas para se chegar ao centro da terra.

Pergaminho encontrado pelo Dr. Otto
Completamente fascinado com a idéia, ainda mais que tudo leva a crer que o alquimista também fez a tal viagem, o professor põe na cabeça que a fará também e irá levar o sobrinho, que faz de tudo para o tio desistir da idéia, mais irredutíve,l ele acaba sendo arrastado para essa loucura aventura.

Da Alemanha eles vão para a Islândia, onde fica o ponto de partida. Lá eles contratam um guia local para auxiliá-los no percurso, o corajoso Hans que será de fundamental importância para a sobrevivência deles durante a jornada.

O professor Lindebrock só tem um objetivo, chegar ao centro da terra, e assim a convivência com ele acaba se tornando insuportável, pois arrisca a vida de todos, não aceita sugestões, erra o caminho e os faz perde um tempão de viagem, seu objetivo científico é maior que tudo.

Enquanto isso, o maior medo de Axel é que de acordo com todas as fontes científicas o centro da terra é um lugar inóspito, com temperaturas elevadíssimas, assim para ele fica quase certo que nunca irão retornar para casa, e culpa o tio por todas as desgraças que lhe acontecem. Para sua sorte, essas tais fontes estavam todas erradas, com as temperaturas se mantendo estáveis, ele passa acreditar na possibilidade de que seu tio talvez tenha razão.

O que encontram no caminho é totalmente inesperado, o acaba os surpreendendo e até os colocando em perigo. Durante o percurso eles encontram rios, água potável, plantas, animais pré-históricos e até uma espécie de homens da caverna, o que eles descobrem lá muda todo o conceito cientifico sobre o assunto, e ao voltarem para casa eles acabam se tornando muito famosos.

Quando você pensa em uma história escrita na metade do século XIX, você imagina aqueles livros grandes, cheios de poeira e difíceis de entender, porém não é isso que encontramos ao ler este livro, você o encontra barato e em versões modernas, é um livro fino, dependendo da edição tem menos de 200 páginas e o melhor é de fácil compreensão.  Além de todo o seu aspecto cientifico e ele também trata de relações humanas, ainda mais que os personagens passam um longo período viajando, o professor Lindebrock é o que mais muda, passa de um professor ranzinza, a um tio preocupado com o bem estar do seu sobrinho.


Sobre o autor: 

Júlio Verne nasceu em Nantes (França) em 8/02/1828, era o mais velho de cinco filhos de uma família abastada. Formou-se em direito e seu pai sempre sonhou que ele se tornasse um proeminente advogado, mais ele sempre se interessou pelas artes.  Seu primeiro livro foi Cinco semanas em um balão publicado em 1863, que fez muito sucesso e o proporcionou fama e dinheiro, a partir daí não parou mais de publicar.
Julio Verne é considerado o precursor do gênero literário da ficção cientifica, tendo antevisto em suas obras o surgimento de vários avanços científicos, tais como o submarino (da obra Vinte Mil Léguas Submarinas – 1870), máquinas voadoras e até viagem ao espaço.
Júlio se casou em 1857, teve um filho e duas enteadas, morreu em 24/03/1905, e é um dos autores mais traduzidos da história, cerca de 148 idiomas. Publicou mais de 100 livros.

Importância histórica:

Com o advento da Revolução Industrial no séc. XVIII, o homem passou a buscar mais e mais avanços tecnológicos, mas foi a partir principalmente da segunda metade do séc. XIX que esses avanços proporcionaram o maior progresso que o ser humano havia experimentado até então.
É nesse cenário que surge a ficção cientifica como gênero literário que aborda o impacto desse progresso sobre o homem e a sociedade (sendo estes reais ou imaginários).
Espaço, fundo do mar, volta em torno da terra, experiências médicas, invasões alienígenas, esses e mais assuntos foram abordados por diversos autores, tais como H.G. Wells (Guerra dos Mundos) e Mary Shelley (Frankenstein), entre os mais famosos se encontra Júlio Verne, que nos levou através de suas páginas, ao fundo do mar, ao espaço e a viagens em volta da terra.

Por que você deve ler:

Esta é uma obra de fácil compreensão e acesso, e ainda narra uma historia tão fantástica, cheia de perigos e descobertas fascinantes, de todas as obras de Julio Verne esta é a única que não se concretizou no mundo real. Mesmo com alguns termos técnicos de estudos geológicos a obra não se torna maçante, é na verdade em algumas partes cheia de suspense. Se você quer começar a ler um clássico e não sabe por qual, este é uma boa sugestão.

Curiosidades:
Ano de Lançamento: 1864
Autor: Júlio Verne
Título Original: Voyage au centre de la terre
País de Origem: França
Filmes:
1958 - Diretor: Henry Levin / Atores: Walter Reisch e Charles Brackett (para mais informações clique aqui)
1976 - Diretor Juan Piquer Simón / Atores: Kenneth More e Pep Munné (Versão Espanhola)
2008 - Diretor: Eric Brevig / Atores: Brendan Fraser, Josh Hutcherson e Anita Briem (para mais informçãoes clique aqui) - Essa versão não tem quase nada a ver com a historia original.
2012 - Diretor:  Brad Peyton / Atores: Dwayne Johnson, Michael Caine, Josh Hutcherson.(para mais informações clique aqui)

Nota:


Um desafio realmente desafiante: A Maldição do Tigre - Colleen Houck / Arqueiro





Mês de abril o desafio é ler uma história com passagens pela África ou Ásia.

Kelsey Hayes é uma jovem orfã atrás de um trabalho de verão para custear sua entrada na faculdade, e é assim que ela acaba com um emprego temporário no Circo Maurizio, que tem como uma das principais atrações um belo tigre branco de olhos azuis chamado Dhiren.

Trabalhando na organização da venda de ingressos, limpeza do picadeiro e trato com os animais, Kelsey achou o trabalho bem agradável, porém cansativo e como tem dormir lá já que seu turno começa bem cedo, arranjou um cantinho especial para poder se refugiar, isso bem próximo (leia-se ao lado) da jaula do tigre, há algo tão diferente naquele tigre, algo que chama a atenção de Kelsey e a faz ficar ao seu lado sempre que possível, ali ela lê, desenha e conversa com o tigre como se ele pudesse entendê-la, aqueles olhos azuis são hipnóticos.

Desde a morte dos pais quando tinha 15 anos Kelsey não deixou mais ninguém se aproximar emocionalmente dela, nem mesmo os pais adotivos que são ótimas pessoas, ela se fechou para o mundo, mas algo naquele tigre desperta nela sentimentos que não sentia há tempos.

Kelsey se sente mais próxima do tigre do que de qualquer outro ser vivo, talvez por ele ser tão solitário quanto ela, já quase no fim de seu trabalho no circo um comprador faz uma proposta pelo tigre e ele é vendido, o Sr. Kadam revela a Kelsey que levará o tigre de volta para sua terra natal, a Índia e tentará reintegrá-lo a natureza levando-o para uma reserva. Ele também faz uma proposta para ela: que o ajude a levar o tigre até lá.

Uma proposta irrecusável, não só pelo pagamento ou a oportunidade de conhecer um país novo, mais principalmente pela oportunidade de passar mais tempo com o seu tigre. Assim ela decide embarcar nessa jornada, sem ao menos percerber que ela é muito maior do que pode imaginar.

Na Índia, Kelsey acaba descobrindo que o seu tigre na verdade é um príncipe amaldiçoado a viver dessa forma (assim como o irmão dele tambem), e ele já se encontra assim há mais de 300 anos, parte da maldição é que ele dispõe apenas de 24 minutos por dia em sua forma humana, mas desde que foi capturado e passado de circo em circo ele perdeu essa habilidade, e só a recuperou quando ela se aproximou dele, assim ele pôde contatar o sr. Kadam que a convenceu a ir para Índia já que aparentemente ela é a protegida da deusa indiana Dhurga e só ela pode anular a maldição.
Auxiliados pelo Sr. Kadam, Kelsey e Ren embarcaram numa aventura que inclui visitas a templos antigos, perigosas passagens subterrâneas e encontros ao vivo e a cores com os deuses dessa rica cultura. E isso em meio a forte ligação entre os dois que vai aumentando a medida que o tempo passa, se transformando em algo muito belo, o amor.

Eu já tenho esse livro há um tempo, mas sempre estava adiando a leitura, nem sei por que (na verdade eu até sei, mas é uma história longa e cansativa que inclui traumas com outros livros, e vocês não merecem isso), pensei que talvez a história fosse melosa demais, mais caramba não foi isso que eu encontrei, o livro tem uma história fantástica e ainda tem como plano de fundo um país tão interessante quanto a Índia.

E isso como cenário para uma história de aventura/romance já deixa tudo interessante, mais a trama que a Colleen criou é bem engendrada, faz sentido, não é piegas, tem personagens muito interessantes, esses ingredientes são suficientes para instigar você a ler a história.

Podem me chamar de fútil mais o personagem mais interessante da historia é Dhiren (com todas as segundas intenções possíveis), ele não é um príncipe só no sentido literal da palavra, ele é bonito (isso é importante), inteligente (isso aqui é importante também), sexy e tem um sorriso encantador, mais o que eu mais gostei foi a personalidade dele, ele é um príncipe que foi criado para ser um rei, mas ele não é todo certinho, formal e aquelas coisas chatas, ele é bom, justo, sincero, mas também fica bravo, irritado, com raiva e deixa isso bem claro para quem for quando preciso (podemos dizer que ele não leva desaforo para casa).

Agora vamos ao problema central da história, o que me deixou com certa da raiva. Kelsey não é o tipo de mocinha que precisa ser salva o tempo todo, ela até consegue se virar sozinha e eu gosto de personagens assim. O problema, o grande problema dela é ficar ser achando inferior a Ren, que não merece seu amor e blá blá blá, (Momento desabafo: COMO ASSIM, MINHA FILHA? como que não merece o amor dele, ele massageou os seus pés, ficou desesperado ao seu lado quando voce se machucou, ficou cheio de ciúmes por causa do irmão dele, se isso o que ele demonstrou não é amor, acho que você precisa levar uns tapas para acordar) peloamor agarra ele e não solta nunca mais (é o que eu faria).

Leitura recomendada!!! A edição da Arqueiro está excelente, uma das capas mais lindas que eu já vi, sem erros ortográficos e melhor com um preço muito em conta, daquele jeito que a gente ama. A Maldição do Tigre é o primeiro de uma triologia, o segundo tem previsão de lançamento aqui para o próximo mês.

 Nota:


Enquanto isso por aqui #2


Enquanto isso por aqui #2 (Março)
Post mensal sobre o que andei fazendo literariamente

Lidos

  1. As aventuras de Huckleberry Finn – Mark Twain / Martin Claret
  2. Amante Sombrio – J.R. Ward / Universo dos Livros
  3. Jogos Vorazes – Suzanne Collins / Rocco
  4. Desventuras em Série #1 – Lemony Snicket / Cia das Letras
  5. As leis de Allie Finkle para garotas #1 – Meg Cabot / Galera Record
  6. Quebra de Confiança – Harlan Coben / Arqueiro
Comparado ao mês passado eu li bem menos esse mês. Mais foram leituras excelentes, vampiros, clássicos, aventuras infanto-juvenis e o tão aclamado Jogos Vorazes.

Aquisições:

Trocado:

  1. A Vampira Jane Austen – Michael Thomas Ford / Lua de Papel
  2. As leis de Allie Finkle #1 – Meg Cabot / Galera Record
  3. Soul Love – Lynda Waterhouse /  Melhoramentos
  4. Wake (Despertar) – Lisa McNann / Novo Século
  5. Desventuras em Série #1 – Lemony Snicket / Cia das Letras
  6. Viagem ao centro da Terra – Julio Verne / Melhoramentos
 Comprado:


  1. Príncipe Sombrio – Christine Feehan / Universo dos Livros
  2. Surpresa do Além – Charlene Harris / Lua de Papel
  3. Feios – Scott Westerfeld / Galera Record
  4. Ponto de Impacto – Dan Brown  / Sextante
  5. Piadas Nerds – Versus
  6. Eu, o desaparecido e a morta – Jenny Valentine / ID
 Ganhei:
  1.  Livreto – As Crônicas de Salicanda (Que eu ganhei da Mel do blog Livros de Fantasia)
 Mais um mês de excelentes trocas no skoob, e tem muito mais por vir. E também compras excelentes.

Desejados - Top 5:
  1. O rei do Ferro - Julie Kagawa / UnderWorld
  2. As crônicas de Salicanda - Pauline Alphen / Cia das Letras
  3. Circo da Noite - Erin Morgenstern / Intrínseca
  4. A visita cruel do tempo - Jennifer Egan - Intrínseca
  5. Watchmen Edição Definitiva
Melhor Leitura:
Sem sombra de dúvidas foi Jogos Vorazes, depois de tantos elogios e críticas positivas eu precisava tirar minhas próprias conclusões a respeito da obra. E não é que eu realmente amei o livro, tanto que entrou para minha lista de favoritos com certeza, é uma leitura pra lá de recomendada.

Resenha que me deixou louca de vontade de gastar:
Eu nunca tinha lido nenhuma resenha do livro O Rei do Ferro, e nem pretendia ler para ser franca já que esse nome sempre soou muito estranho e sem nenhum atrativo para mim. Mas tudo mudou quando me deparei com uma resenha dele no blog Fallen in Me, com a qual eu fiquei encantada e cheia de vontade de ler essa obra.

Desafios:

Um Desafio Realmente Desafiante:
Desafio do Mês:
Resenhar um livro com a capa Azul, Verde ou Vermelho, e o escolhido foi Amante Sombrio da J.R. Ward, resenha aqui!

Desafio Literário 2012
Esse mês infelizmente não deu para participar do desafio por causa de falta de tempo mesmo.

Maratona Hot:
Novidade:
A Amanda do blog Leitura Hot está promovendo uma maratona para divulgar os livros com conteúdo mais adulto.  Eu resolvi participar por que desde que eu li Senhores do Submundo e A Irmandade da Adaga Negra, eu me interessei bastante por esses livros (sem segundas intenções). Mais informações Aqui.

Um clássico por mês:
Esse mês teve resenha de uma fantástica obra da literatura universal As Aventuras de Huckleberry Finn de Mark Twain. Resenha Aqui.

Resenha: Quebra de Confiança - Harlan Coben / Arqueiro




Me diz uma coisa, você gosta de livros policiais, um bom suspense e mistérios aparentemente insolúveis? Então você precisa conhecer os livros de Harlan Coben. E se você esta procurando uma alternativa aos romances sobrenaturais, essa é uma boa pedida.

Quebra de Confiança traz o primeiro caso de Myron Bolitar, personagem famoso do autor que é protagonista em 10 livros já publicados, sendo desses 5 lançados aqui no Brasil. Mas não se preocupe de ter que começar mais uma série, pode ficar tranquilo, por que em cada livro nós conhecemos uma nova história de Myron, seus amigos e seus casos amorosos.

Myron é um ex-atleta profissional que tinha tudo para ser o maior astro do basquete americano, mais uma grave lesão interrompeu sua promissora carreira. Sem nenhuma chance de voltar as quadras, ele decide se dedicar aos estudos e se forma em direito, chegando até a trabalhar para o FBI. Ele decide abrir uma agência de Relações Públicas e para isso conta com seu melhor amigo e braço direito Win, que é uma figura um tanto quanto excêntrica.

Agenciando atletas sem muita expressão eles iniciam o negócio, mas tudo muda quando Myron se torna empresário da maior promessa do futebol americano, Christian Steele. Toda a imprensa está em cima aguardando o fechamento de um contrato milionário.

Mas o passado volta para assombrar Christian e os planos de assinar o contrato podem desaparecer. Há um ano e seis meses atrás sua namorada Kathy Culver desapareceu misteriosamente sem deixar rastros, o caso foi amplamente divulgado na mídia e ele foi até considerado suspeito, mas a única prova encontrada o inocentou, e o paradeiro dela nunca mais foi localizado e nenhuma outra pista surgiu.

Até agora, poucos dias antes de assinar o contrato, Christian recebe em casa uma revista de conteúdo pornográfica onde um dos anúncios esta estampado com a foto nua de Kathy, o que o deixa desesperado para encontrá-la, o que será que aconteceu? Quem enviou a revista? Quais serão as repercussões se a mídia descobrir? Desesperado ele pede ajuda a Myron para solucionar esse mistério.

Outro fator que acrescenta mais mistério a isso tudo, é que apenas três dias antes de Christian receber a revista, o pai de Kathy, Adam Culver morreu em circunstâncias bastante suspeitas princiapalmente para sua filha mais velha Jéssica, que não aceita que seu pai foi assassinado em um assalto, para ela existe alguma coisa muito mal explicada nessa história. Jéssica também procura Myron para ajudá-la a entender o que aconteceu, e ele é claro se prontifica a ajudá-la ainda mais por que os dois tem um passado juntos.

Como a foto de Kathy foi parar em uma revista pornográfica? E a morte do seu pai, tem alguma coisa haver com o seu deaparecimento? Será que ela está mesmo desaparecida, ou esta se escondendo de alguém? Quem teria interesse em enviar aquela revista? São essas repostas que Myron vai tentar responder ao mesmo tempo que lida com sua antiga paixão, empresários desonestos, gângsters e assassinos querendo sua cabeça.

É impossível não se encantar com o Myron, ele é engraçado, sarcástico, inteligente e é claro bonitão, mas tem uma coisa que me incomoda nele (que pode ser considerado uma qualidade ou defeito dependendo do ângulo que se vê), mesmo sendo o combustível para todas as suas historias, que é o fato de querer ajudar todo mundo ao mesmo tempo.

O mais incrível nos livros do Harlan Coben é como ele consegue escrever de um jeito vibrante do início ao fim, tornando o livro todo dinâmico, te fazendo devorar página a página para chegar ao final. Outra caracteristica de seus livros é que ele é contado do ângulo de vista de vários personagens, então vamos entendendo a historia em pequenas doses que vão revelando o enredo (os personagens estão sempre ligados de alguma forma) até que tudo se junta em um final de tirar o fôlego.

Nota:

Resenha: Silêncio – Becca FitzPatrick / Intrínseca



Acho que o livro mais aguardado para o primeiro semestre de 2012 foi Silêncio (pelo menos para mim), e ainda bem que o livro foi lançado em Janeiro senão eu não conseguiria agüentar mais tempo, por que quando cheguei nas ultimas páginas de Crescendo em quase entrei em curto, fiquei assim, “Como? Não é possível, o livro já acabou? Nããããããããããõ!”, mas enfim consegui aplacar essa minha insana vontade de ler o terceiro volume da série Hush, Hush.

Nora Grey acorda em um cemitério durante a madrugada sem nenhuma lembrança do que aconteceu com ela nos últimos meses. Ela não se lembra que ficou quase três meses desaparecida, muito menos quem a seqüestrou. Perdeu todo o verão, o aniversário, o inicio das aulas, não consegue se lembrar de nada que ocorreu nos últimos cinco meses. Mas o que Nora não esperava descobrir era que Hank Millar, pai de sua arqui-inimiga Marcie Millar estava oferecendo uma recompensa para quem a achasse e pior ainda que ele estava namorando sua mãe.

Sem memória Nora conta com a ajuda da mãe e da melhor amiga Vee para poder se lembrar do que aconteceu à ela nos últimos meses, mas as duas parecem sempre estar omitindo informações o que a deixa frustrada e desconfiada, afinal o que elas querem tanto esconder. Enquanto isso Nora vem tendo sonhos com a cor preta, uma sensação que a invade, toma conta de seus sentidos e a atrai com uma familiaridade que ela não sabe de onde vem, quem será, né? Hum acho que sei.

Quem conhece a série sabe que Nora Grey é para-raio de problemas e consegue se meter em confusões extremamente inusitadas. Mas toda vez que Nora se mete em um problema ou problemão como entrar em uma loja que esta sendo aparentemente assaltada, por que né, todo mundo faz isso, um estranho cruza seu caminho. O seu nome é Jev (quem leu o segundo sabe quem é) e Nora sente que o conhece apesar dele dizer que não, mas como boa cabeça dura que é ela não vai descansar até descobrir de onde o conhece, mesmo ele a advertindo deixando bem claro para ela não se envolver seja lá no que esta acontecendo para não fazer isso.

E que final, hein? Apesar de não ter sido tão angustiante como o segundo, para mim foi totalmente inesperado, fiquei me perguntando UAU, como é possível? Becca sabe deixar a gente de boca aberta. Agora é esperar, e torcer para que o quarto volume não demore a chegar, ou nós podemos nos juntar a Nanda do Julgue pela Capa, para seqüestrarmos a Becca e a obrigarmos mas tudo muito na paz e no amor, a escrever o livro em apenas um mês, é uma sugestão.

Num primeiro momento pode até parecer que a perda de memória tornaria a historia cansativa, porém como faz um tempo que eu já li o segundo volume, ela foi boa para poder  relembrar umas partes que eu já tinha esquecido. Apesar de conseguir em se meter em diversas confusões homéricas, Nora se mostrou mas madura nesse livro, até por que ela não pode esperar que Patch interfira e a salve toda vez que ela  se meter em problemas ainda mais com o rumo totalmente inesperado que a historia tomou. E Patch, OMG, como pode ser tão perfeito , consegue ficar melhor a cada livro. Juro que nunca mais vou me esquecer dos lençóis de seda preta *suspiro alto*.

Nota:

Resenha: Quase Verdade - Jennifer Kaufman e Karen Mack / Casa da Palavra





Um dos livros mais citados na blogsfera literária é Ler, viver e amar de Jennifer Kaufman e Karen Mack. E eu não conhecia nenhum outro livro das duas até encontrar a resenha de Quase Verdade no blog Pausa para um café. É um romance gostoso de ler com várias reflexões bem interessante sobre a vida.

Cassie está viuva aos 30 anos, de volta ao antigo quarto na casa da mãe e para piorar não consegue um emprego. Todas as suas tentativas de conseguir trabalho acabam a frustrando, o problema é que Cassie é disléxica e na época da escola preferiu fazer supletivo, o que não é bem visto aos olhos dos empregadores e por isso ela não encontra um emprego decente. Até que ela toma uma atitude mesmo sabendo que é errado acaba alterando seu currículo para parecer. digamos mais interessante, assim ela consegue um excelente emprego como assistente de dois professores numa renomada universidade.

Desde muito cedo o problema com a dislexia exerceu um grande peso na vida de Cassie, e não é só o problema de aprendizagem, isso afeta diretamente sua auto-estima, ela nunca se achou capaz de fazer nada, por isso quando conheceu o falecido marido achou que seria uma oportunidade excelente para dar uma guinada em sua vida, mas seu casamento não foi nada feliz e quando ele morreu ela não derramou nenhuma lágrima, a sua relação com seu papagaio de estimação (que é uma comédia) sim era bem mais verdadeira do que o seu casamento talvez a única verdadeira que ela teve até esse momento da sua vida, assim quando ela conseguiu o emprego agarrou com unhas e dentes a oportunidade de fazer da sua vida muito mais do que ela jamais imaginou.

Como assistente Cassie passa a ter acesso a um mundo totalmente diferente do qual viveu até agora  mesmo que o seu trabalho seja só arrumar estantes, marcar reuniões e transcrever palestras, e isso não só pela intelectualidade daqueles que a cercam, mas por que passa a ter responsabilidades que nunca teve e sempre se achou incapaz de realizar, e ela dá conta do trabalho e começa a se interessar por ler algo que achava inconcebível antes, principalmente aqueles livros sobre comportamento animal.

Cassie sempre morou a poucos passos de uma reserva florestal, e o seu interesse pelos animais despertou desde que ela era criança ainda mais estimulada pela mãe que é naturalista, e sempre esta envolvida com a proteção dos animais, e um dos seus grandes prazeres era observar os pássaros.

E ela se tornou assistente de um charmoso especialista em comportamento animal, e o interesse acaba indo  muito além daquele puramente profissional. Além de lindo, ele é muito inteligente e todo esse convívio a faz ter mais vontade de estudar, e é o que ela faz e isso tem uma grande importância para mudança que vai acontecer com ela. 

Mas o problema da mentira é que ela tem perna curta e Cassie sabe bem que de repente todas as suas conquistas podem acabar diante da mentira que usou, e ela descobre isso da pior maneira, e lidar com as consequências disso não é fácil.

O que eu mais achei interessante é que Cassie passou a vida toda se achando incapaz de fazer muitas coisas, sempre se achando abaixo dos outros, mas quando vai trabalhar naquele ambiente acadêmico ela descobre que ela merece ser muito mais do que aquilo que todo mundo sempre achou que ela era, uma pessoa desleixada com os estudos e incompetente, mas ela se descobre e isso é o mais importante.

Nota: