Desafio realmente Desafiante: Marina - Carlos Ruiz Zafon


Eu sou uma pessoa que reclama demais, e uma das coisas que eu menos gosto é de uma historia previsivel, eu gosto de me surpreender, e muitas vezes não é isso que acontece, detesto aquelas historias que no meio do livro voce sabe como vai terminar, qual é a graça nisso? Nenhuma. Felizmente não posso dizer isso sobre Marina, livro do espanhol Carlos Ruiz Zafon, uma historia rica, que te carrega pelas ruas encantadoras e sombrias de Barcelona, uma das cidades mais belas do mundo e te apresenta uma historias de amizade, amor, vaidade, odio, terror e misterio.

Um dos pontos mais positivos na historia é que ela é narrado por um garoto, o que não é muito comum para mim, já que a maioria dos livros que eu leio são YA books e chick-lits e são invarialvelmente narrado por garotas, é um ponto de vista de diferente, e eu apreceio muito e me identifico não sei por que, pena que eu li poucas historias assim.

Oscar Drai tem 15 anos e vive em um internato em Barcelona quase não tem contato com a familia e com poucos amigos é menino solitario, um dos seus passatempos favoritos é explorar as fascinantes ruas da cidade, que são de uma beleza infinita, sua parte preferida é a dos antigos casarões, outraora tão grandiosos mais hoje praticamente abandonados, ele passa horas admirando a bela arquitetura das casas, e imaginando que historias devem guardar, porém sua curiosidade não é tão grande que o faça entrar nas casas por mais que elas pareçam abandonadas, ele prefere somente olhar, já que não se sabe que tipo de perigos podem haver lá dentro. Em um de seus passeios algo diferente chama a sua atenção, de uma bela casa no final de uma ruazinha uma doce melodia ecoa e Oscar fica hipnotizado, o que o leva a entrar na casa, a canção estava vindo de um velho gramofone na sala e a voz é a mais bela que Oscar já ouviu na vida, ao lado do gramofone havia um antigo relogio de bolso que chama a sua atenção e ele pega para examinar, totalmente entretido não percebe que não esta sozinho na sala, quando uma cadeira vira e um homem o encara de lá, totalmente apavorado sua única reação é sair correndo o mais rápido possível e não olhar para trás  até chegar ao internato, somente quando chega lá percebe que acabou trazendo consigo o relógio, primeiro ele pensa em nunca mais devolver o objeto já que não teria coragem de retornar àquela casa, por isso fica com ele durante vários dias até que sua consciencia pesa e ele decide devolvê-lo a seu dono.

Ao chegar a casa se depara com uma menina da mesma idade que ele e de uma beleza inimaginavel. Marina, como se apresenta mora naquela casa com o pai, Germán o dono do relógio. Marina é hostil com ele no inicio, diz que se ele veio devolver o que roubou deverá fazer isso ele mesmo e não por intermedio dela. Gérman seu pai, é um homem doente, mas muito atencioso e gentil, Oscar o conta como ficou com medo quando o viu naquele dia, e que não tinha a intenção de roubar nada, o simpatico senhor acredita nele e convida para um chá. Oscar fica encantado com Marina, uma menina muito enigmatica e distante, mas que o surpreende ao abordá-lo antes dele ir embora ao perguntá-lo se ele gosta de um mistério, e como gosta responde sem entender tudo aquilo, ela não explica o que mas marca de se encontrarem para ela mostrar a ele algo estranho. Ao se encontrarem para ir ao tal lugar misterioso, Oscar não faz idéia de onde esta indo até que é surpreendido ao chegar ao lugar, ela o levou ao antigo cemiterio da cidade, lá permanecem escondidos, esperando algo, fica impaciente e não entende por que eles estão ali parados esperando seja o que for, até que surge um dos melhores  dialogos do livro  e um dos mais inesqueciveis que eu já li:
– Isso está meio morto, não? Sugeri, consciente da ironia. (...) 

Marina me deu uma olhada que não consegui decifrar. 


– Está enganado. Aqui estão lembranças de centenas de pessoas, suas vidas, seus sentimentos, suas ilusões, sua ausência, os sonhos que nunca conseguiram realizar, as decepções, os enganos e os amores não correspondidos que envenenaram suas vidas... Tudo isso está preso aqui para sempre.

Depois dessa fala ele fica sem reação, realmente ela dá muito o que pensar, quando surge realmente o motivo pelo qual eles estão lá, uma mulher toda de preto atravessa o cemiterio e deixa uma flor sob um tumulo que tem apenas uma borboleta negra na lápide, nenhuma inscrição. Marina o diz que toda ultima sexta feira do mês a dama de negro vai lá para deixar a flor no tumulo, e nada mais é só isso que ela faz não permance, não tira o véu, não chora, faz somente aquilo. Marina diz a Oscar que a descobriu quando estava visitando o tumulo de sua mãe, que já morreu há muitos anos, mas ela não entra em detalhes sobre isso. e que ela tentou descobrir quem estava enterrado lá, mas não havia registros, e por isso ela o levou até lá para eles poderem desvendar esse segredo.


Eles então decidem seguir a mulher, que acaba os atraindo para a parte mais antiga da cidade um lugar bem sombrio, e eles acabm a perdendo de vista, ao seguirem na direção para o qual eles acham que ela foi encontram um galpão como o portão balançando, achando que ela entrou ali, eles decidem entrar também, nos portões desse galpão há a mesma borboleta do tumulo, então eles tem certeza de que ali poderiam achar respostas, o lugar parece uma estufa abandonada há muito tempo, com um cheiro horrivel e um aspecto muito sombrio, não há ninguém lá dentro, sob uma mesa eles encontram um album de foto, com pertubadoras fotos de pessoas com problemas fisicos com anomalias genéticas, folheam o livro mas Marina não consegue terminar de olhar, ficando muito pálida com o que viu, eles acabam ouvindo um barulho, percebem logo que não estão sozinhos ali, e que coisa boa não pode acontecer, o mais estranho é que o barulho parece vir do teto, um grande susto sob o teto há um estranho emaranhado suspenso com bonecos inacabados que acabam despencando e pairando a pouco centimetros do chão, amendontrados decidem ir embora perturbados com aquele lugar. Alguns segredos devem permancer escondidos, ao decidirem seguir a mulher do cemiterio acabam se envolvendo numa historia de horror e sofrimento, e o pior é que eles não conseguem  deixar de se envolver primeiro por curiosidade depois por falta de opção. Acabam sendo puxados para todo o misterio que envolve aquele lugar sinistro, as fotografias assustadoras, os bonecos inacabados e a Dama de Negro, envolvem-se na historia de vida e morte de outras pessoas e acabam por se tornar parte da historia também.

Há muito tempo venho querendo ler os livros de Carlos Ruiz Zafon e para estrear resolvi ler Marina aproveitando que também tinha que ler um livro de um autor europeu para o Desafio realmente Desafiante, foi uma leitura prazerosa e com certeza se tornou um dos meus livros favoritos, a historia se passa no fim dos anos 70 e Barcelona é um personagem a parte, voce se sente na cidade, ela é encantadora e com certeza  um dos destinos que quero visitar. O enredo é totalmente cativante e nada previsivel, quando terminei o livro fiquei um pouco pertubada, a historia mexeu comigo e foi até um pouco dificil escrever a resenha, por extamente não saber transmitir tudo que senti lendo esse livro, não me decepcionei nem um pouco, mesmo que o final tenha sido inesperado e tenha me deixado triste eu to me contradizendo eu sei, com certeza vou reler esse livro várias vezes o recomendar sempre que possivel. 

Um pouquinho de Barcelona:







Sangue Quente



Os seres humanos estão em extinção!


Em um futuro apocaliptico o homem não é mais a especie dominante. Guerras, crises economicas, epidemias culminaram na quase extinção dos seres humanos. Não se sabe ao certo como aconteceu, mas uma praga assolou a terra fazendo com que boa parte da população se tornasse zumbis. Os seres humanos lutaram, resitiram, mas foi em vão, os poucos que restaram refugiaram-se e tentaram reconstruir suas vidas em um mundo quase todo morto.

Diferente de outras historias e filmes de Hollywood, em Sangue Quente os zumbis não ficam somente vagando sem rumo atras de comida, nesta inusitada historia, eles pensam, compreendem uns aos outros, alguns até conseguem falar, além disso eles formam sociedade, constituem familia mesmo não podendo se reproduzir e dividem tarefas para "sobreviver".
 
Em um desses lugares onde os zumbis "vivem" juntos (um aeroporto abandonado) conhecemos o personagem principal dessa historia, ele não se lembra quem é (nenhum deles lembra) nem como se tornou zumbi, eles não tem memoria e com R não é diferente, tudo que se lembra (ou acha que lembra) é a primeira letra de seu nome. Mas isso não o impede de questionar sua situação, nem de sentir remorso pelas vitimas que faz, apesar do apetite de voraz, sente vontade de ser outra coisa.

Junto com M (outro zumbi sem memoria que só se lembra da primeira letra do nome) que é um cara com mais de dois metros de altura e muita, eu diria personalidade, é um dos responsaveis pela caça,  pois nem todos os zumbis saem para isso, um grupo com os mais fortes caçam para trazer comida, para as crianças, os velhos e as mulheres. Quando estão caçando os zumbis gostam de comer especialmente o cerebro de suas vítimas (é nojento eu sei mas voce sobrevive, a vitima não) e assim reviver algumas de suas memorias, o que sobra eles levam para aqueles que ficam no aeroporto.

Em mais um dia de caça, os zumbis encurralam um grupo de jovens em um prédio abandonado, o ataque é brutal, R mata Perry o líder do grupo e ao provar o cerebro dele, passa a ter acesso a uma serie de lembranças dele com sua namorada Julie, R sente algo que nunca sentiu antes, atração pela tal garota e como ela também esta no predio junto com os outros, toma a surpreendente decisão de salvar sua vida, pois ele não sente vontade de come-la, e acaba levando-a em segurança ao aeroporto.

Lá ela fica por alguns dia e passa a se afeiçoar a R, que a alimenta e até põe um disco do Frank Sinatra para ela ouvir, eles conversam e ele se encanta ainda mais por ela. Julie é uma sonhadora, ela acredita na humanidade, se recusa a acreditar que não há mais esperanças, e esse é um dois motivos para ela não ter medo dele. Ela não iria ficar lá para sempre, ele sabia disso, mas queria estender ao máximo a companhia dela. Mas ao ser descoberta pelos os outros ele tem que levá-la de volta para casa um antigo estadio onde os humanos se refugiaram. Nesse caminho ele se sente cada vez mais atraido por ela, que demonstra confiar nele e na promessa que ele fez que a manteria segura.

Por fim Julie vai embora, R sabe que um relacionamento com ela é impossivel, mas isso não o impede de ir atras dela. Com a ajuda de M ele chega ao estadio, que é como uma fortaleza, mas mesmo assim consegue entrar, a partir daí a convivencia com os humanos e principalmente com Julie irão provocar uma grande mudança para R e quem sabe para todos os outros zumbis.

Quando terminei o livro, fiquei pensando nunca imaginei que acharia um zumbi fofo, mas foi isso mesmo que aconteceu. E a Julie também me causou surpresa por que eu achei que ela fosse surtar, só achei que ela esqueceu o namorado muito rapido, mas ela tinha motivos para isso, e a historia mostra o por que. E no fim a historia funcionou, ficou bem legal os dois como casal. Nao se preocupe ao ler esse livro, e achar que ele contém cenas nojentas, tirando a historia do cerebro, este livro é um romance *muito fofo*, e promove uma reflexão interessante sobre a condição humana e se vale a pena lutar por ela. A unica coisa que eu achei estranho foi que o autor não dá grandes explicações sobre a origem de tudo. Fica muito subjetivo, eu achei uma explicação plausivel tirando minhas proprias conclusões, mas alguns podem ficar decepcionados por ele não pontuar como tudo começou, mas isso não tira o valor da historia. Eu recomendo a todos.

 
E o livro vai virar filme, *eba*. Nicholas Hoult viverá R ( voce deve conhece-lo do filme X-men As origens, mas gosto mais de lembrar dele como Tony Stonen do seriado ingles Skins *fica a dica é muito bom esse seriado*) e Teresa Palmer (Eu sou o numero quatro), viverá Julie. O filme esta sendo produzido pela Summit, a mesma de Crepusculo, e já ouve uma polemica, pois muitos acusaram a Summit de que as fotos de divulgações do filme lembram muito a da Saga de Stephanie Meyer. veja a imagem e tire suas proprias conclusões :  
 
 
Agora é só aguardar.

Desafio literario 2012


Uma coisa que as pessoas que me conhecem te diria, é que eu as vezes volto atras nas coisas que eu digo, nada alarmante mais, é verdade acontece as vezes. Eu disse que não iria participar de mais de um desafio literário e depois de me inscrever no Desafio realmente desafiante eu  achei que manteria minha opinião, mas sempre tem um mais, eu não resisti a esse desafio, por que ele é muito criativo, por que além de promover a leitura, também promove a amizade entre os blogueiros, e isso é muito importante, além de dar prêmios isso é legal
Cada mês tem uma tarefa diferente, e o participante vai acumulando pontos, e aqueles que chegaram ao fim do ano nas três primeiras posições, ganham prêmios muito bons. As pessoas podem entrar no desafio a qualquer época do ano, mas é claro que quem começar mas cedo tem mais chance de ganhar. Os desafios são os seguintes:

Janeiro:
Diminuir sua pilha de livros para leitura. Deve ser contado quantos livros você tinha para ler no começo do mês e depois comparar ao final do mês. Quem ler mais em % ganha pontos.
Essa é fácil, a minha esta enorme e tenho janeiro todo de ferias.

Fevereiro:
Concurso de estante. Tire uma foto de sua estante e colocarei para votação.
A minha estante não esta abarrotada de livros, é bem modesta, mas eu a amo e vai ser bem legal divulgar uma foto dela.

Março:
Postagem diária no blog. 
Isso vai ser complicado.

Abril:
Troca de cartinhas entre blogs. Vou dizer o blog que você precisa enviar sua cartinha, talvez seja mas de 1, mas nada absurdo.
Achei isso muito bom, vou adorar.

Maio:
Tirar foto de seus marcadores, algo criativo. Irá para votação.
Legal

Junho:
Diminuir sua pilha de livros para leitura. Deve ser contado quantos livros você tinha para ler no começo do mês e depois comparar ao final do mês. Quem ler mais em % ganha pontos.
Tranquilo

Julho:
Responder ao meme que a criadora do Desafio fará.
Fácil

Agosto:
Postar resenhas em seu blog, de sua autoria, não vale de colunistas. Quem mais postar durante o mês ganha pontos.
Tenho que me empenhar mais em postar as resenhas.

Setembro:
Mês da abstinência literária. Não pode comprar livros. 
Não gostei, eu sou viciada.

Outubro:
Incentivo de leitura a criança. Dê de presente algum livro, gibi, algo para ela ler e tire uma foto criativa na entrega do presente. 
Mês de aniversario da minha irmã, ótimo.

Novembro:
Troca de cartinhas entre blogs. Vou dizer o blog que você precisa enviar sua cartinha, talvez seja mas de 1, mas nada absurdo.
Muito bom.

Dezembro:
Quantidade de livros lidos durante 2012. Quem mais ler ganha!
Espero que esse ano eu aproveite mais meu tempo, e de para ler muitos livros.

Esse desafio é somente para aqueles que têm blog, e as inscrições são feitas no blog Start Read.

Retrospectiva 2011


Feliz 2012 para todos, que esse ano seja repleto de paz, realizações, amor e muitos, muitos livros. Então eu não sou muito boa para catalogar as coisas, muitos menos o que eu li no decorrer de um ano, eu tenho uma péssima memoria mais acho legal relembrar os livros lidos, os que mais marcaram, por isso eu fiz um esforço para mostrar minha listinha de leitura desse ano que passou.

Então ai vai ela:

A batalha do Apocalipse 
Ler, viver e amar
A menina que roubava livros
O morro dos ventos uivantes
Crescendo
Orgulho e Preconceito
O guia do mochileiro das galaxias
Quem é você Alasca?
Queimada
A hospedeira
Quando ela se foi
A cruz de morrigan
Anjo a face do mal
Tormenta
Glee: O incio
O simbolo perdido
O milagre
A cama na varanda
O diario do diabo
Mentes perigosas 

Li 22 livros de gêneros diferentes, mas igualmente bons, aprendi a apreciar os clássicos, muitos por causa do livro Ler, viver e amar, eu li muitos livros bons, livros que eu queria ler a muito tempo, livros que marcaram muito, livros que eu nunca vou esquecer. Esse ano também eu cai de para quedas no mundo dos blogs literários, e fico muito feliz por isso, por que encontrei ótimos blogs, resenhas sempre interessantes, com dicas excelentes que me deixavam e deixam maluca sempre querendo os livros, muitos eu comprei nessa farra de fim de ano e fazem parte da minha lista de leitura para esse ano, espero que eu tenha tempo para fazer as resenhas, pois essa vida de estudante/estagiaria não é fácil. Beijão a todos e espero sempre ter vocês por aqui.